Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
domingo 13 de junho de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/06/2021
EDP SEGURANÇA
Polícia

Setor de Homicídios de Mogi identifica e prende suspeita de matar ex-companheira em Itaquá

A suspeita, que estava foragida, foi encontrada em Florianópolis, em Santa Catarina

Por da Região26 MAI 2021 - 12h30
Corpo foi encontrado dentro de uma construção abandonada em ItaquáFoto: Divulgação
O Setor de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP) de Mogi das Cruzes prendeu, nesta semana, a suspeita de matar a ex-companheira Sandra Santos Castilho. A suspeita, que estava foragida, foi encontrada em Florianópolis. O crime ocorreu em março de 2020 em Itaquaquecetuba.
 
Caso
 
Em 30 de março de 2020, por volta das 13h15, na Avenida Moisés, localizada no Parque Dirce, em Itaquá, foi encontrado o corpo de Sandra, sem roupas, com um espeto ao lado do órgão genital, no interior de uma construção abandonada. O corpo estava em avançado estado de putrefação.
 
Após intenso trabalho de investigação, o SHPP descobriu que Sandra estava desaparecida desde 20 de março, no bairro da Sé, em São Paulo. Na sequência, a polícia identificou a suspeita de cometer o crime. De acordo com o SHPP, a motivação do crime teria ocorrido pelo término de namoro entre a suspeita e vítima, que já estaria em outro namoro.
 
A Jutiça decretou prisão temporária da suspeita.
 
Prisão
 
A suspeita, após cometer o assassinato, fugiu para o Rio de Janeiro, em Duque de Caxias. Depois fugiu para Florianópolis, em Santa Catarina. O SHPP de Mogi descobriu o paradeiro da suspeita e com auxílio da polícia de Santa Catarina prendeu a suspeita.
 
 
 
 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias