Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 25 de março de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/03/2019
PMMC SEMAE
CENTERPLEX SUZANO
Balanço

2.810 ocorrências com pipas deixa 243,8 mil casas sem energia

Período de recesso escolar concentrou 56% das ocorrências de pipas na rede elétrica da distribuidora

Por da Região12 JAN 2019 - 23h54
Empinar pipa é uma brincadeira saudável, mas requer cuidadosFoto: Sabrina Silva/Divulgação
Empinar pipa ou “papagaio” é uma brincadeira saudável e bastante praticada por crianças e até mesmo adultos. Durante as férias escolares, a atividade é ainda mais comum e, por isso, a EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, reforça orientações para um brincar seguro, principalmente longe das redes elétricas. A empresa destaca também outros cuidados para garantir a segurança durante as férias.
 
Segundo a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), as pipas foram a quinta maior causa de mortes relacionadas a energia elétrica no país entre 2009 e 2017, atrás de construção/manutenção predial, ligações clandestinas, instalação de antenas e poda de árvores. No período foram registrados 77 óbitos.
 
Em 2018, a EDP registrou 2.810 ocorrências de pipas na rede elétrica que abastece o Alto Tietê, deixando 243.890 clientes sem energia em algum momento do ano. Para o atendimento, as equipes da concessionária são deslocadas para realizar o reparo e a limpeza da rede danificada, que, na maioria dos casos, tem a camada protetora da fiação cortada pela linha da pipa, interrompendo o fornecimento para a região.
 
Marcio Jardim, gestor executivo da EDP, reforça a importância da prática segura da brincadeira. “Trabalhamos para restabelecer o fornecimento de energia o mais rápido possível, mas nossa preocupação maior é com a segurança. Sabemos que o cerol ainda é muito utilizado e, por ser composto de pó de vidro, é altamente condutor de energia, podendo causar sérios acidentes com quem está brincando e com outras pessoas.”
 
Para conscientizar a população e alertar crianças e adultos sobre como reduzir os riscos na hora de brincar, a EDP e o Instituto EDP realizam projetos durante todo o ano com as comunidades dos municípios onde a concessionária atua, principalmente em escolas e áreas com altos índices de ocorrências com a causa pipas.
Um acidente causado por descarga elétrica pode deixar sequelas como queimaduras e, em casos mais extremos, causar a morte.
 
Além das pipas, a Empresa elenca outras orientações importantes nos cuidados com energia durante as férias escolares: oriente as crianças a manterem distância das redes elétricas, não permitindo, por exemplo, que elas subam em árvores que estejam próximas à fiação; Dentro de casa, não manuseie aparelhos elétricos com os pés descalços e molhados, já que água é condutora de energia; Em espaços fechados, evite deixar fios e extensões expostas e mantenha tomadas sem uso tampadas e isoladas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias