Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quarta 27 de outubro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/10/2021
Pmmc Parque
SOUSA ARAUJO - SIENA
GrupoIndy
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC PPM

Acesso da Estrada do Pinheirinho à Ayrton Senna entra em discussão

Três projetos foram apresentados pelo prefeito Eduardo Boigues, que trata do assunto junto ao Governo do Estado

Por Thiago Caetano - de Itaquá19 SET 2021 - 18h00
É uma das propostas reivindicadas ao EstadoFoto: Regiane Bento/DS
Proposta de acesso da Estrada da Pinheirinho à Rodovia Ayrton Senna (SP-70) é defendida por Suzano e Itaquaquecetuba.
 
A segunda cidade apresentou recentemente três projetos para construção de alças de acesso na SP-70, incluindo a Estrada do Pinheirinho. 
 
Os projetos foram apresentados pelo prefeito Eduardo Boigues (PP), que trata do assunto junto ao Governo do Estado.
Um deles é na Estrada do Pinheirinho, que liga Suzano a Itaquá. 
 
Nesta semana, em entrevista ao DS, o prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PL), também defendeu o acesso da Estrada do Pinheirinho à Ayrton Senna e afirmou que esta já é pauta de reivindicação ao Estado. O trabalho é em conjunto com o prefeito Boigues.
 
Atualmente, motoristas que passam pela via relatam dificuldade de acessar a via. Segundo eles, a viagem acaba ficando mais longa e por isso aprovam a alça. 
 
É o caso do eletricista Paulo Adriano Pereira Jorge. A mudança ajudaria, principalmente, os motoristas de caminhão de uma empresa localizada ao lado da via. “Seria interessante. Não tem entrada por aqui. Facilita para os caminhoneiros. A volta é tão grande que às vezes eles se perdem pelos bairros”, conta o eletricista.
 
Mesma visão do mecânico Juliano dos Santos, de 23 anos. Segundo ele, diminuiria o tempo de viagem do motorista. “Para ir em Mogi, precisamos passar pelo Jardim Odete. Tem que ir e voltar. Já para ir em São Paulo temos que ir por Arujá. Ter um acesso aqui seria mais conveniente. Para nós e para os caminhoneiros”, opinou.
 
O caminho que o motorista precisa fazer para acessar a rodovia é desnecessário na visão do carreteiro Valber da Silva. “Temos que dar uma volta muito grande para poder entrar na rodovia. O essencial é ter um acesso aqui mesmo”, contou o carreteiro. Para o especialista Nobuo Aoki Xiol o acesso para a rodovia está sobrecarregado. O congestionamento tem trazido prejuízo para a própria rodovia. A alça, na visão de Xiol, ajudaria na fluidez do trânsito da rodovia.
 
“O volume de veículos é grande. Essa sobrecarga está atingindo a própria rodovia. É um acesso apenas para Itaquá e Arujá. Essa saída ajudaria até mesmo no fluxo da rodovia”, analisou Xiol. Apenas um pequeno trecho pertence a cidade Suzano. Mesmo assim, a Prefeitura do município observa as mudanças em sistemas viários ligados à cidade, desenvolvendo ações e projetos conforme a necessidade.
 
Segundo a Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana, qualquer intervenção nessas vias trará reflexos em Suzano. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias