Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 29 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
SOUZA ARAUJO
ÚNICCO POÁ
Pmmc Sarampo
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Alto Tietê calcula 129 áreas de risco, segundo Defesa Civil

28 AGO 2016 - 08h00

As Defesas Civis dos municípios da região registraram uma soma de 129 áreas de riscos, entre alagamentos e deslizamentos. Das quais, a maioria é monitorada. As prefeituras realizam trabalhos preventivos e a Operação Verão para prevenir as ocorrências.

Entre os municípios, Itaquaquecetuba é a cidade que mais apresenta áreas de riscos. São 33 pontos sendo elas 13 áreas de deslizamento e 20 de alagamento. Segundo a prefeitura da cidade, todas as áreas são monitoradas permanentemente. A Operação Verão deve se iniciar em novembro. Durante o ano, a limpeza e o desassoreamento de córregos da cidade são realizados. A limpeza de bueiros também acontece.

Ferraz de Vasconcelos detectou 25 áreas com inundação e deslizamento, mas apenas 17 foram catalogadas pelo relatório do IPT. Segundo a prefeitura do município, todas as áreas também são monitoradas. Rondas e vistorias em todas as áreas de risco são feitas periodicamente. A Operação Verão terá início em outubro e término em março de 2017.

Suzano tem aproximadamente 21 áreas de risco. Os casos de deslizamentos na zona sul são no Jardim Ikeda, Parque Bueno Aires, Vila Fátima, Chácaras Monte Carlo, Chácara Virgínea, Santa Maria, Parque Samambaia e região. Na zona norte ocorre no Miguel Badra, Jardim Revista, Jardim Varan e região.

Os riscos de alagamentos na região sul é no Parque Palmeiras. Na região norte acontece no Miguel Badra, Jardim Fernandes, Jardim Carmem, Jardim Varan, Jardim Revista, Malha central com alagamento em pontos isolados. E região central ocorre no Jardim Quaresmeira, Suzanópolis, Monte Cristo, Cruzeiro do Sul e região.

Segundo a prefeitura, todas as áreas são monitoradas periodicamente. Para prevenir alagamentos e enchentes, trabalhos preventivos de limpeza de rios e córregos, bem como a manutenção do sistema de drenagem são realizados. Outros problemas afetam a cidade, como Ocupação em áreas irregulares, edificação sem acompanhamento técnico, retirada de terra de forma não condizente. Durante os períodos de chuva, O Plano de Contingência do Município de Suzano é colocado em prática, monitorando as possibilidades de chuvas e atuando conforme a ocorrência.

Poá apresenta 17 áreas de risco que, segundo a prefeitura, são monitoradas. A Defesa Civil trabalha em conjunto com o Departamento de Fiscalização. Há a realização de limpeza e desassoreamentos de córregos com frequência. A Operação Verão tem início no começo de dezembro e deve seguir até o mês de março.

Mogi das Cruzes não possui áreas de risco de deslizamento. Segundo a prefeitura da cidade, existem apenas cinco áreas que são monitoradas pela Defesa Civil nos bairros.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias