Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 29 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 29/09/2020
Pmmc Sarampo
SOUZA ARAUJO
PMMC COVID SAÚDE
ÚNICCO POÁ
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Alto Tietê registra 88 denúncias de adulteração de combustível em um ano

13 MAR 2016 - 08h00

O Alto Tietê registrou 88 denúncias relacionadas à adulteração de combustível em 2015. Destas, 30 saíram de Mogi das Cruzes e 12 de Itaquaquecetuba. Suzano e Poá registraram 14 ocorrências cada uma. Os dados fazem parte de balanço da Agência Nacional do Petróleo (ANP) e foram divulgados nesta semana.

De acordo com a Agência, o Centro de Relações com o Consumidor (CRC) da ANP recebeu 2.998 denúncias no último ano, em todo Estado. Do total, 88 partiram da região. Salesópolis foi o único município que não teve registros. Em contrapartida, Arujá teve 10 ocorrências e Biritiba Mirim quatro. Ainda segundo a ANP, 18 denúncias diziam que havia problemas com o etanol, 58 relatavam adulteração de gasolina, duas em óleo diesel e 10 em combustível sem distinção.

Em 2015, a agência realizou 3.218 ações de fiscalização no Estado, o que gerou 964 autuações, sendo 44 por problemas na qualidade de combustíveis e 67 interdições. As ações de fiscalização são realizadas a partir de vetores de inteligência, com destaque para denúncias recebidas pelo CRC e resultados obtidos no Programa de Monitoramento da Qualidade dos Combustíveis (PMQC).

Vale destacar que as multas para os postos que adulteram combustíveis podem chegar a R$ 5 milhões. O consumidor também pode ajudar na fiscalização, uma vez que pode encaminhar as denúncias de irregularidades no mercado de combustíveis por meio do CRC, pelo telefone 0800-970-0267 ou pela página da ANP na internet, a www.anp.gov.br/faleconosco.

ADULTERAÇÃO

O combustível é considerado não conforme quando há desvio em relação a qualquer um dos itens da especificação definida pela ANP para o produto. A adulteração é a adição ilegal de qualquer substância a este produto. Porém, o combustível não conforme não é necessariamente resultado de adulteração proposital e pode ser resultante de contaminação.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias