Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 08 de agosto de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 07/08/2020
PMMC  VACINAÇÃO - SARAMPO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Mutirão da Catarata
PMMC ECOTIETÊ
Combate ao novo coronavírus

Alto Tietê vê possibilidade de uso da vacina contra a Covid-19 ainda neste ano

Câmara Técnica de Saúde da entidade tem expectativas positivas a respeito da CoronaVac

Por Carolina Rocha - da região26 JUL 2020 - 05h00
Expectativa da vacina até o final do anoFoto: Divulgação
A Câmara Técnica de Saúde do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê acredita que a vacina contra o novo coronavírus, que está sendo produzida pelo Governo do Estado, pode ser liberada ainda este ano. A terceira fase de testes com a vacina intitulada de CoronaVac foi iniciada esta semana.
 
De acordo com a Câmara, a expectativa para a utilização da CoronaVac, tanto em São Paulo quanto nos demais estados é positiva. Isso porque estudos indicam que a imunização será uma arma eficaz no combate e prevenção à Covid-19, a exemplo do que acontece com outros tipos de síndromes respiratórias.
 
Para a coordenadora da Câmara Técnica, Adriana Martins, é necessário ter cautela e reforçar todos os métodos de prevenção à doença. Ela reitera que a vacina é o meio mais eficaz para frear a contaminação, assim como outros cuidados. “Estamos diante de uma doença nova, extremamente grave e que mobiliza profissionais de todo o mundo no seu combate. A vacina será sim um meio eficaz de combater o coronavírus, aliada a outros cuidados preventivos. E até que todos os testes sejam concluídos e a imunização seja disponibilizada, é fundamental que todos mantenham as medidas de isolamento social, uso de máscaras, etiqueta respiratória, entre outros meios de prevenção” explica.
 
Para o secretário de Saúde de Suzano, Luis Claudio Rocha Guillaumon, o Instituto Butantan tem condições de conduzir a parceria com farmacêutica chinesa Sinovac Biotech para que a população tenha acesso o quanto antes a vacina contra o coronavírus.
 
“No ano passado, a convite do Ministério da Saúde, fui ao Instituto Butantan para conhecer o setor de produção de vacinas, e reforço que o laboratório tem instalações de excelência e totais condições de conduzir parcerias, dando ênfase à tecnologia nacional”, diz.
 
A pasta ainda informou que o envio das vacinas tanto para Suzano, quando para as demais cidades do país, dependerá dos resultados dos testes, da viabilidade de produção em larga escala, além de fatores logísticos e da definição de estratégias que reforcem a imunização de toda a população.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias