Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv
Educação

Aplicativos criados em escolas de Mogi são finalistas do concurso “Desafios Sustentáveis”

Alunos das unidades Professor Francisco de Souza Mello e Adelaide Maria de Barros disputam prêmio; votação online vai até 20 de novembro no Portal da Educação

Por de Mogi13 NOV 2017 - 11h01
Entre as duas unidades de Mogi, a escola estadual Professor Francisco de Souza Mello é uma das finalistas do concursoFoto: Divulgação

As escolas estaduais Professor Francisco de Souza Mello e Adelaide Maria de Barros, em Mogi das Cruzes, são duas das 10 finalistas do concurso “Desafios Sustentáveis – Biomas do Estado de São Paulo”, realizado pela Secretaria da Educação em parceria com o Google e a Microsoft. Nesta última etapa é a vez do público escolher o melhor aplicativo criado por estudantes da rede. A votação online segue até 20 de novembro no Portal da Educação. Na região, apenas as duas unidades estão concorrendo.

Os apps são divididos em três tipos: informativo, jogo e radar de queimadas. No informativo, os estudantes podem apresentar, por exemplo, detalhes sobre os biomas e maneiras de preservação. Em jogos, a ideia é a promoção de dinâmicas conscientes, como “lugar de lixo é no lixo”. Há ainda soluções que enviam alertas em casos de focos de incêndio.

Para fechar a lista de finalistas, o júri avaliou a pertinência entre o aplicativo e o tema proposto; qualidade; criatividade e originalidade; implantação da ideia, principalmente a experiência do usuário; facilidade de uso, design e funcionalidades; o impacto na comunidade escolar e o potencial de atuação entre sociedade e Estado. Os vencedores serão conhecidos até 24 de novembro.

Sobre o concurso

Lançado em parceria com o Google e a Microsoft, o concurso “Desafios Sustentáveis” tem o objetivo de aproximar os estudantes da rede estadual das discussões sobre biodiversidade e tecnologia. A proposta é que aplicativos sugeridos partissem de uma demanda do próprio cotidiano ou do entorno da escola em que estão matriculados.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias