Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 26 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/10/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC OUT ROSA
Pmmc Sarampo Outubro
PMMC COVID VERDE
PMMC MULTI 2020

Artesp fiscaliza mil ônibus fretados e multa 153 na Rodovia Mogi-Bertioga

15 JUL 2016 - 08h00

A Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) fiscalizou um total de 1.001 veículos fretados na Rodovia Dom Paulo Rolim Loureiro (SP-98), a Mogi-Bertioga. Deste total, 153 estavam irregulares e foram multados ou apreendidos. O balanço refere-se aos dados do período entre janeiro de 2015 e março de 2016.

Os números foram enviados por meio de ofício da Artesp encaminhado ao vereador de Mogi e presidente da Comissão Permanente de Transportes da Câmara, Claudio Miyake (PSDB). A solicitação foi feita pelo tucano, após a tragédia que deixou 18 universitários mortos na rodovia.

O documento é assinado pelo chefe de Gabinete da Artesp, Jorge Luiz Pereira, e contém um total de dez páginas e sete anexos. O material tem informações gerais sobre as ações de fiscalização da Artesp no Estado de São Paulo, com dados específicos da Mogi-Bertioga. O documento informa que a agência não possui levantamentos específicos sobre municípios e sim estatísticas referentes às ações promovidas em rodovias. As estatísticas apontam que, no período informado, foram realizadas 108 autuações a veículos cadastrados junto à Artesp e 45 apreensões de clandestinos.

A agência explica ainda que todos os veículos e empresas que prestam os serviços de transporte rodoviário intermunicipal de passageiros, de forma regular, são submetidos às vistorias realizadas pelo órgão. As mesmas são realizadas por engenheiros mecânicos credenciados que aprovam (ou reprovam) os veículos para operar no sistema de transporte coletivo intermunicipal. Os fretados passam por vistoria anual e ainda estão sujeitos a passar por auditorias esporádicas no decorrer dos 12 meses. As empresas ainda são obrigadas a enviar mensalmente os discos dos tacógrafos à Artesp.

Claudio Miyake enviou o ofício solicitando as informações à Artesp depois que a rodovia Mogi-Bertioga registrou o acidente envolvendo o capotamento de um ônibus fretado, que deixou 18 jovens mortos. O vereador destacou que o caso chamou a atenção para a necessidade de ampliação da segurança na estrada, o que inclui mais ações de fiscalização e estudos para possíveis obras. "Não podemos deixar o assunto ser esquecido. Quero mantê-lo na pauta de discussões para que, com esforço conjunto, possamos ter uma rodovia mais segura", destaca Miyake.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias