Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
ÚNICCO POÁ
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo
PMMC COVID SAÚDE

Borges dá início às obras da base de segurança do Jardim Nova Poá

16 MAR 2016 - 08h00

 O prefeito de Poá, Marcos Borges (PPS), esteve ontem na área onde será construída a base de segurança do Jardim Nova Poá e selou o início das obras do imóvel com os secretários Paulo Dornelas (Obras) e Carlos Setsuo (Segurança). O projeto já estava previsto para o bairro e foi readequado para agilizar a sua inauguração, que deve acontecer em até 120 dias. Em janeiro, o prefeito recebeu uma comissão de moradores na escadaria do Paço Municipal, que cobrou novas ações de segurança após o assassinato do jovem Jadson Gersogamo, de 22 anos, que aconteceu no fim do ano passado.

O terreno que receberá a base fica na esquina da Avenida Adutora com a Rua Sebastião de Almeida e já pertence à Prefeitura de Poá. A base comunitária de segurança do Jardim Nova Poá custará aos cofres públicos R$ 150 mil e terá 70 metros quadrados (m²), distribuídos em dois andares. O primeiro piso será para inclusão social e receberá o pré-atendimento e a delegacia eletrônica para registros de crimes de menor gravidade. Já o segundo deve receber uma sala de reuniões, um braço da central de monitoramento e um local para guardar armamento.

De acordo com o prefeito, após a morte de Jadson e a reunião com os moradores, os índices de criminalidade no bairro diminuíram 60%. Isso porque os guardas civis entenderam que os crimes ocorriam das 4 às 8 horas e mudaram o horário para atender melhor as demandas. "Houve um trabalho em conjunto também entre a Polícia Militar (PM) e a Guarda Civil Municipal (GCM) para diminuir esse quadro de criminalidade, não só nesse bairro, mas na cidade toda. Essa base servirá de ponto de apoio e será só a primeira de cinco unidades que pretendemos inaugurar nas divisas entre os municípios vizinhos, como Vila Varela, Cidade Kemel, Vila Romana e Jardim São José", disse.

Borges lembrou ainda que o efetivo da GCM deve aumentar em 2016, uma vez que as inscrições para a contratação de novos guardas civis já estão abertas. São 44 vagas a mais para completar o quadro da GCM, que atualmente opera com 22 guardas.

Projetos

O comandante da GCM de Poá, Marcos Santos, aproveitou a ocasião para adiantar que pretende lançar uma Casa de Mediação de Conflitos no bairro a fim de desafogar o Poder Judiciário e evitar futuros crimes. A intenção do projeto é mediar tudo que não seja crime, como briga entre vizinhos, acidentes de trânsito e até pensão alimentícia.

Santos também frisou que dois guardas civis de Poá foram convidados pela Prefeitura de Guarulhos a participar de um curso com instrutores da SWAT - a polícia de elite dos Estados Unidos (entre eles, o único brasileiro da SWAT, Marcos Durval). O aprimoramento de conhecimento dos GCMs começou na segunda-feira na FIG e tem duração de 40 horas. Apenas 200 pessoas do Brasil foram convidadas a participar e aprender técnicas não letais, ou seja, sem uso de arma de fogo.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias