Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 29 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
SOUZA ARAUJO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo
ÚNICCO POÁ

Candidatos a prefeito de Ferraz percorrem bairros e fazem reuniões

23 AGO 2016 - 08h00

No último final de semana, os candidatos a prefeito de Ferraz de Vasconcelos concentraram suas atividades de campanha em reuniões nos próprios partidos e em visitas a bairros. Neste ano, a eleição será disputada por sete candidatos. São eles: o prefeito em exercício José Izidro Neto (PMDB), Aurélio Costa de Oliveira (PPS), o Aurélio Alegrete, José Célio dos Santos (PT), Elaine Abissamra (PSB), Ronaldo Resende da Silva (PHS), o Pastor Ronaldo, José Carlos Fernandes Chacon (PRB), o Zé Biruta; além do prefeito afastado Acir Filló. Os nomes constam no site Divulgacand 2016, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Izidro esteve em Cambiri para discutir esporte e demais seguimentos. Ele também foi ao 15° Congresso da Mocidade da Assembleia de Deus no Jardim Jurema e visitou a feira livre do Parque São Francisco. Além de também ter ido a estes dois últimos bairros visitados pelo prefeito, Aurélio Alegrete visitou mais 15, no final de semana, entre eles Jardim Leila, Jardim Alice e Jardim Temporim.

O candidato pelo PT se reuniu com a população dos bairros Vila São Paulo, Santo Antônio, Vila Margarida, Villa Corrêa, Jardim Nove de Julho, Itajuibe e Jardim Rosana. Já Zé Biruta realizou encontros de conscientização no próprio diretório do partido.

Elaine Abissamra tem percorrido bairros de Ferraz na primeira semana de campanha, mas não foi encontrada ontem pelo DS para especificar a agenda do final de semana. O Pastor Ronaldo Resende também não foi encontrado até o fechamento da reportagem.

FILLÓ

Com relação a Filló, apesar do presidente estadual do PSDB, Pedro Tobias, ter anunciado o desligamento dele da legenda, o político não desistiu de concorrer à Prefeitura. Ele afirmou que foi excluído de forma indevida por Clóvis Caetano, presidente do diretório municipal do PSDB. Entretanto, de acordo com Filló, a executiva estadual do partido considerou essa tal atitude "ilegal" e resolveu recolocá-lo na legenda. Agora, espera que esse imbróglio se encerre nos próximos dias e declarou que "a luta continua".

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias