Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 15 de outubro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/10/2019
Villa Europa
CENTRO ONCOLÓGICO
Secom Segurança

Casos de roubo têm aumento no Alto Tietê, aponta SSP

Itaquaquecetuba é a cidade com o maior número de casos

Por Fernando Barreto - da Região10 SET 2019 - 07h30
Suzano é a terceira cidade com mais casos. Contudo, em relação ao mesmo período de 2018, a cidade teve uma redução do número de ocorrênciasFoto: Arquivo/DS
O Alto Tietê registrou um aumento de 111 ocorrências de roubo nos oito meses de 2019, em comparação a igual período do ano passado. Em 2018, a região contabilizou 5.369 roubos, e neste, ano foram 5.480, um aumento de 2%. Os dados estão disponíveis no portal da Secretaria de Segurança Pública (SSP).
 
Itaquaquecetuba registrou, nesses oito primeiros meses, 1.902 roubos. Quando comparado ao mesmo período em 2018, a cidade computou 1.795, o que representa a um aumento de 107 casos.
 
Ferraz de Vasconcelos aparece em seguida, com 1.013 roubos de janeiro a agosto de 2019. No ano passado, a cidade registrou 813 roubos. Isso representa um aumento de 24,6%, ou 200 roubos a mais. 
 
O terceiro município que compõem esta lista é Suzano. Contudo, em relação ao mesmo período de 2018, a cidade teve uma redução do número de ocorrências. Só para se ter ideia, de janeiro a agosto, foram computados 1.002 roubos, contra 1.186 de 2018. Uma redução de 184 assaltos. O mês com mais ocorrências foi abril, quando 148 crimes deste tipo foram computados. 
 
Mogi das Cruzes registrou este ano, durante os meses da pesquisa, 732 ocorrências. Em 2018, foram 703 assaltos.
Também integra a lista Poá. Nos últimos oito meses, a cidade computou 524 roubos. Em relação ao período passado, a redução foi de 24 assaltos. Isto porque, em 2018, o município computou 556 ocorrências.
 
Arujá aparece como a última cidade com mais de 100 registros. Em 2019, a cidade teve 186 ocorrências, contra 190 do ano passado. 
 
Menos de cem
 
Santa Isabel, Biritiba Mirim, Guararema e Salesópolis ficaram abaixo do número de 100 casos computados tanto nos oito meses de 2018 quanto de 2019. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias