Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
domingo 19 de setembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/09/2021
GrupoIndy
SEC DE GOVERNO - CAMPANHA: CORONAVIRUS - VALE GÁS - FASE II
CREA-SP
ManArc
PMMC REDESCUBRA MOGI

Cidades resgatam 599 animais de rua; 489 são adotados

Por Lucas Lima - da Região01 AGO 2021 - 15h00
Animais são direcionados para abrigosFoto: Regiane Bento/DS
Levantamento das prefeituras do Alto Tietê aponta que 599 animais foram resgatados e 489 foram adotados em 2021.
 
Em Suzano, a Secretaria de Meio Ambiente disse que foram realizadas dez ações de resgate. Os animais são direcionados para abrigos da Prefeitura e, depois da liberação do registro policial, colocados para adoção por meio de um novo auto de posse. Por meio do projeto “Baby Me Leva”, 60 animais já foram adotados na cidade.
 
Por outro lado, Mogi resgatou 107 cães e 60 gatos, totalizando 167 animais, neste primeiro semestre. Contando já com os animais abrigados na cidade, foram adotados 109 cães e 75 gatos, totalizando 184 animais. Quanto ao funcionamento da legislação, a causa animal é regulamentada por meio da Lei Complementar n.11/2002, que dispõe sobre o controle de zoonoses no município; e pela Lei Complementar n. 113/2014 que institui o Código de Defesa e Bem Estar Animal.
 
Em Poá, neste ano, foram resgatados e tratados 67 animais e, destes, 63 foram doados. No município, para adotar um dos animais, primeiro os interessados passam por entrevista para adoção responsável, é analisado também se a família tem o perfil do animal condiz com o perfil da família, se esta família tem condições financeiras e, na sequência, é realizada uma reunião com todas as orientações sobre a posse responsável.
 
Já em Itaquaquecetuba foram resgatados 355 cães neste ano. Após o resgate, o animal passa por uma triagem com veterinário. O tratamento é feito caso haja necessidade, além de ser dado remédio de pulga e vermífugo. Em seguida é feita a castração e vacinação. O Centro de Controle de Zoonoses de Itaquá possui convênio com a ONG GAARI, que leva os animais para as feiras de adoção. Ao todo, 182 foram adotados neste ano.
 
Em Ferraz de Vasconcelos, a Prefeitura esclareceu que existe a legislatura 3331/2018 que instituiu na cidade a obrigatoriedade de realização do Programa Gratuito de Castração e microchipagem de animais errantes, abandonados e pertencentes às famílias de baixa renda. Neste ano, a cidade informou que foram realizadas 200 castrações gratuitas. Além disso, afirmou que aguarda a licitação para contratação de empresa especializada para atender as mais de 5 mil demandas cadastradas aguardando castração. Ferraz conta com um canil, que é administrado pela ONG Todos Por Eles.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias