Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 20 de novembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2019
PMMC MIGO
CENTRO ONCOLÓGICO
PMMC SEGURANÇA
Pmmc Refis 2019
Pmmc maternidade
Região

Condemat promove treinamento da Operação Corta Fogo no Alto Tietê

Ação voltada para técnicos dos municípios será nesta quinta-feira (12), em Biritiba Mirim

Por da Região10 SET 2019 - 15h30
Condemat promove treinamento da Operação Corta Fogo no Alto TietêFoto: da Agência Brasil

O Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), em parceria com a Fundação Florestal e APA Várzea do Rio Tietê, promove nesta quinta-feira (12) o curso “Prevenção e Combate a Incêndios Florestais”.  A iniciativa faz parte da Operação Corta Fogo 2019 e visa o treinamento das equipes municipais, assim como a conscientização sobre os reflexos gerados pelos incêndios florestais.  Na Região, de janeiro a julho deste ano foram contabilizados mais de 300 focos de queimadas.

O curso “Prevenção e Combate a Incêndios Florestais” será realizado na cidade de Biritiba Mirim, com a participação de técnicos do Meio Ambiente, Defesa Civil e Guarda Municipal das prefeituras do Alto Tietê, além de outras regiões do Estado. A programação será das 8h30 às 17 horas, com conteúdo técnico no período da manhã e atividades práticas na parte da tarde.

“Os incêndios florestais são uma grande preocupação, principalmente numa região de grande cobertura vegetal, produção hídrica e áreas agrícolas, como é o caso do Alto Tietê. Por isso, a iniciativa de promover esse curso para estimular a prevenção e a conscientização em todas as nossas cidades”, ressalta Daniel Teixeira de Lima, coordenador da Câmara Técnica de Gestão Ambiental do Condemat.  

Entre as principais causas de incêndios florestais estão a finalidade agrícola,  balões e bituca de cigarro descartada na beira de estradas. O secretário de Meio Ambiente de Biritiba Mirim, Adolfo José Ribeiro de Almeida, alerta para as consequências geradas pelas queimadas.

“Os impactos são muitos. Vão desde os riscos a vida das pessoas e animais e o comprometimento da saúde respiratória,  até os danos ambientais.  As queimadas intensificam erosões, contribuem para o aquecimento global e provocam o desequilíbrio do ecossistema, alterando circulação de águas, temperatura e umidade. Não podemos esquecer que a região está dentro da APA da Várzea do Rio Tietê, que é a unidade de conservação do maior e mais importante rio do Estado. A vegetação ao longo do Tietê precisa ser preservada não só para garantia de água, mas para controle de cheias, entre outras razões”, alerta Almeida.

O curso de “Prevenção e Combate a Incêndios Florestais” será realizado no Ginásio Municipal de Esportes de Biritiba Mirim, que fica na Avenida Benedicto de Miranda Melo – s/n, no Bairro Vertentes.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias