Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 26 de novembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/11/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
ESTELAR IMÓVEIS
PMMC MULTI 2020 NOV
PMMC NOVEMBRO AZUL

Córrego na divisa de Ferraz com SP ganhará proteção

20 FEV 2016 - 07h01

 As prefeituras de Ferraz de Vasconcelos e São Paulo fecharam parceria ontem para a instalação de duas proteções reforçadas no Córrego Itaquera, mais conhecido como Córrego da Vila Jamil, na divisa entre as duas cidades.

O objetivo é dar mais segurança a pedestres e veículos que passam pelo local. Neste trecho ocorreu, na última quarta-feira, a morte de uma mulher que estava dentro de um veículo Fiorino e foi arrastada pela correnteza, durante a forte chuva que atingiu a cidade.

O prefeito em exercício de Ferraz, José Izidro Neto (PMDB), esteve no local, acompanhando a visita do secretário de coordenação das Subprefeituras de São Paulo, Luiz Antonio de Medeiros e de técnicos da Prefeitura de São Paulo, além de secretários municipais e vereadores.

Além da medida emergencial que já começa a ser instalada imediatamente, as prefeituras de Ferraz e São Paulo vão estabelecer parcerias futuras para outras ações conjuntas, já que nas regiões de divisa entre as duas cidades, há muitos problemas comuns que poderão ser solucionados em conjunto. Futuramente também a ideia é resolver o problema da falta de vazão no córrego, estabelecer um cronograma de limpeza e até a correção da calha do rio.

“Este trabalho em parceria é muito importante para dividir responsabilidades e melhorar a vida da população como um todo. Outras ações serão realizadas aqui como a limpeza do córrego que vai amenizar a situação e trazer um pouco mais de tranquilidade aos moradores”, afirmou o prefeito Izidro.

Para Medeiros, a maior preocupação é evitar que ocorram mortes como a registrada nesta semana: “Temos que ter a garantia de que ninguém vá morrer por conta disso”, declarou.

O técnico Marcelo Bruni, que é engenheiro da Subprefeitura de São Paulo, afirmou que o guarda-corpo deverá ser reforçado em ambos os lados para que haja segurança na travessia de pedestres e também de veículos: “Já estamos mobilizando material e equipe para este serviço que terá toda a nossa prioridade”. O guarda corpo terá espaço para a vazão da água e proteção para fechar a passagem para o córrego evitando que algum descuido possa se transformar em tragédia.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias