Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 24 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/10/2020
PMMC OUT ROSA
Pmmc Sarampo Outubro
SOUZA ARAUJO
PMMC MULTI 2020
PMMC COVID VERDE
Região

CPTM descarta privatização da estação de Suzano e de outras 8

Foi publicado na edição do Diário Oficial de 18 de agosto o resultado do chamamento público para anteprojeto

Por Lucas Lima - da Região27 SET 2020 - 17h00
CPTM descarta privatização da estação de Suzano e de outras 8Foto: Divulgação
A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) descartou a privatização de nove estações do Alto Tietê. No fim do ano passado, a Secretaria Estadual de Transportes Metropolitanos informou que as 12 estações da região (nove da Linha 11- Coral e três da Linha 12- Safira) seriam concedidas para a iniciativa privada. Contudo, a companhia afirmou que apenas as estações de Jundiapeba, Mogi das Cruzes e Estudantes estão dentro do projeto.
 
De acordo com a CPTM, foi publicado na edição do Diário Oficial de 18 de agosto o resultado do chamamento público para o fornecimento de um anteprojeto para a reforma e a ampliação das estações Jundiapeba, Mogi das Cruzes e Estudantes, na Linha 11-Coral. A única empresa selecionada para realizar o anteprojeto foi a FH1 – Participações e Empreendimentos Imobiliários Ltda., com a Responsabilidade Técnica de Ciro Pirondi Arquitetos Associados S/S Ltda., que cumpriu todos os requisitos estipulados pela CPTM.
 
Desta forma, a CPTM explicou que o anteprojeto apresentado poderá ser utilizado parcial ou totalmente para o futuro processo de licitação de concessão para exploração comercial das três estações para a iniciativa privada, cujo edital deve ser publicado até o final de 2020.
 
No entanto, a companhia informou que exceto por estas três estações localizadas em Mogi, não há qualquer estudo em andamento de privatização de outras estações das Linhas 11-Coral ou 12-Safira.
 
Conforme publicado pelo DS em dezembro de 2019, o processo para a privatização das estações de trens da CPTM estava sendo realizado pela Secretaria de Transportes Metropolitanos. Isso incluía as 12 estações do Alto Tietê.
 
Na época, a Secretaria de Transportes Metropolitanos informou ao DS que estava confirmada a concessão das estações do sistema metroferroviário para iniciativa privada, de acordo com sua viabilidade e características, visando aprimorar a exploração dos espaços de cada uma para atrair os investidores.
 
Além disso, em janeiro do ano passado, o governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou, em entrevista à Jovem Pan, que pretendia “conceder a CPTM às empresas privadas em São Paulo", pontuou na época o governador.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias