Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 26 de maio de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/05/2020
DIARIO DE SUZANO SOLIDÁRIO

Estado proíbe uso de bicicletas nos trens e fecha bicicletários

No total, são 856 vagas paradas em quatro estações de trem do Alto Tietê

Por Daniel Marques - da Região30 MAR 2020 - 23h35
Bicicletários vão ficar fechados pelo período que durar quarentenaFoto: Sabrina Silva/DS
O governo do Estado proibiu o uso de bicicletas nas composições e estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e fechou todos os bicicletários das estações do Alto Tietê. 
 
Ao todo, foram fechados os bicicletários de quatro estações da região: Calmon Viana (Linhas 11-Coral e 12-Safira), Ferraz de Vasconcelos (Linha 11-Coral), Poá (Linha 11-Coral) e Suzano (Linha 11-Coral). 
 
Serão 856 vagas paradas por tempo indeterminado, sendo 576 em Suzano; 136 em Ferraz; 84 em Calmon Viana e 60 em Poá. A medida afeta também usuários da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) e da ViaQuatro, que opera a Linha 4-Amarela. Nelas, também está proibido o trânsito de bicicletas.
 
Além dos bicicletários, alguns guichês das bilheterias das estações de todoo sistema também não prestarão atendimento.
 
"As decisões têm o objetivo de preservar a saúde e a vida dos colaboradores, organizando a escala, contribuindo com as medidas de precaução e recolhimento que o momento exige. Novas medidas poderão ser tomadas ao longo dos próximos dias, atendendo às necessidades dos passageiros e do quadro efetivo das empresas", informou a secretaria em nota.
 
Dias normais
 
Em situação normal, o embarque de bicicletas nos trens da CPTM é permitido de segunda a sexta, a partir das 20h30, aos sábados, a partir das 14h e aos domingos e feriados o dia inteiro. Quando abertos, uso dos bicicletários é gratuito.
 
Baixas
 
A CPTM teve baixa de funcionários, que foram afastados por estarem no grupo de risco ou com atestados (cumprindo as orientações do Ministério da Saúde).
 
A empresa convidou colaboradores das áreas administrativas a se voluntariar para atuar nas estações. Cerca de 40 pessoas já aderiram à ação.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias