Envie seu vídeo(11) 4745-6900
sexta 03 de dezembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 03/12/2021
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
CREA- SP TRANSFORMAÇÃO DEZEMBRO 2021
CIA SUZANO
SOUSA ARAUJO - SIENA
Polícia

Furtos e roubos sobem 18,6% neste ano na região

Dados da SSP, mostram que, somando roubos e furtos neste ano na região, foram registrados 19.466 boletins de ocorrência

Por Daniel Marques - da Região24 NOV 2021 - 13h04
Furtos e roubos sobem 18,6% neste ano na regiãoFoto: Wanderley Costa/Secop Suzano
O número de roubos e furtos ocorridos no Alto Tietê subiu 18,6% entre janeiro e setembro deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. Dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP) mostram que, somando roubos e furtos neste ano na região, foram registrados 19.466 boletins de ocorrência. Foi um salto de 3.055 registros, já que nos nove primeiros meses de 2020, foram computados 16.411 furtos e roubos.
 
Entram na lista roubos de veículos, cargas e os classificados como “outros”, além dos roubos a bancos (no Alto Tietê, não houve nenhum classificado assim entre 2020 e 2021). Já a lista de furtos engloba os diversos, também classificados como “outros”, e os de veículos.
 
São classificados como roubos aqueles que ocorrem sob ameaça e violência. Furtos são subtração de bens sem emprego de violência.
 
O pulo na quantidade de furtos fez a grande diferença, passando de 8,8 mil para 11,5 mil no período. O em roubos foi mais discreto, causando menor impacto no percentual de aumento: de 7,5 mil para 7,8 mil.
 
Itaquaquecetuba lidera o número de roubos no ranking do Alto Tietê, com 2,6 mil casos nos nove meses deste ano. Foram 2,5 mil no ano passado, mostrando poucas mudanças no cenário. Em segundo vem Suzano, com quase 1,6 mil roubos, e Ferraz, com 1,3 mil, figura na terceira posição no ranking de roubos.
 
Já quando o assunto são furtos, quem lidera na região é Mogi das Cruzes. Com 2,8 mil casos, a cidade teve um aumento de quase 500 furtos neste ano, em comparação com o ano passado. Depois aparece Suzano, com 2,5 mil furtos. Itaquá, aqui, é a terceira cidade da lista, com 2,4 mil furtos.
 
A cidade que registrou menos roubos e furtos no Alto Tietê é também a menos populosa da região: Salesópolis. Neste ano, foram registrados apenas cinco roubos e 70 furtos. No ano passado, o número de roubos foi ainda menor: dois, em nove meses. O número de furtos subiu um pouco para 79.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias