Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
ÚNICCO POÁ
Pmmc Sarampo

Geração de emprego e saúde são assuntos mais falados em debate

10 SET 2016 - 08h00

Durante o debate eleitoral de Poá, realizado ontem pela Rede DS em parceria com o jornal AT Notícias, os temas geração de empregos e saúde foram os mais debatidos entre os oito candidatos à Prefeitura. Os assuntos surgiram durante o segundo e o terceiro bloco, quando os candidatos tiveram que responder questões da população e, após, perguntas de seus adversários.

Geração de empregos foi uma das questões mais encaminhadas pelo povo poaense para os políticos presentes.

Durando o segundo bloco do debate, Alexandre Comitre (PPL) afirmou que quer investir em emprego. "O secretário de Indústria e Comércio tem que fazer reuniões com os empresários, com os comerciantes. Temos saber o que tem na nossa cidade. Vamos trazer empresas para cá. Temos a entrada no Rodoanel para sair, mas para subir não temos. Vamos brigar junto ao governador", comentou.

De acordo com o candidato Ali Sami El Kadri (PMB), o Dr. Ali, é preciso incentivar a juventude no mercado de trabalho. "Vamos ter política para segurar a insegurança financeira no nosso município. Trabalhar com as empresas para que elas continuem aqui. Vamos preparar os jovens, dar cursos técnicos e profissionalizantes".

Para Milton Haruki (PSDB) a falta de emprego em nível nacional é uma questão desesperadora. "Eu sempre defendi um ação emergencial. A participação do município criando cooperativas, de costura, de reciclagem. Para que, por exemplo, o próprio município costure os uniformes escolares. É economia para a cidade", opinou.

O candidato Pedro Viviane (PMN) concordou com Haruki. "Em Poá não é mais possível o desenvolvimento industrial. Nós precisamos desenvolver Poá na área de serviço, para isso propomos a criação de micro- empresas e cooperativas", disse.

"No meu governo vou retomar todos os projetos feitos no governo do Testinha. E resgatar todos os projetos feitos. No emprego temos condições de resgatar os programas que havia na promoção social, que venha beneficiar diretamente o cidadão do primeiro emprego", afirmou o candidato Geraldo Oliveira (SD).

Na área da saúde o candidato Gian Lopes (PR) afirmou que irá abrir clínicas de especialidades. "No nosso governo vamos integrar a saúde municipal. O vamos fazer o pró-mulher, o pró-criança, e vamos fazer o nosso pró-idoso, clínica voltada a nossos idosos. Poá, o recurso só da saúde é de R$ 102 milhões. Se investir o dinheiro da saúde na saúde dá para fazer".

Carlos Tavares de Lima (PMDB), o Léo Lima, também comentou o assunto. "Na cidade de Poá, a saúde está doente. Eu vou fazer um hospital. Adequar uma maternidade nessa cidade. Fizemos o teatro, o piscinão. Por que não o hospital? Eu vejo que falta remédio, falta exame", opinou.

Marcos Borges (PPS) falou sobre a possibilidade de estudar terceirizar o atendimento na saúde, para trazer melhorias para o setor. “Sabemos que a saúde é um setor complicado de todo o Estado de São Paulo e do Brasil. Na cidade de Poá a cidade melhorou”, disse. “Temos certeza que vamos contribuir grandemente para a saúde da nossa população e atender ainda mais”.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias