Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 23 de julho de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/07/2019
PMMC INVERNO
Centerplex Rei Leão
PMMC FÉRIAS
PMMC ORQUIDEAS
PMMC AGASALHO

Gian pede reunião urgente com Itaú após informação da saída da sede em Poá

Após mais de 20 anos, operações de leasing poderão retornar à capital

Por Marcus Pontes - de Poá13 MAI 2019 - 18h07
Gian Lopes pede reunião urgente com ItaúFoto: Bruna Nascimento/DS
A eminente saída das operações de leasing, o Imposto Sobre Serviços (ISS), do Banco Itaú, em Poá, pode causar um rombo financeiro de R$ 180 milhões aos cofres da cidade em 2019. A notícia fez com que o prefeito Gian Lopes (PR) solicitasse nesta segunda-feira, 13, reunião urgente com a empresa, já que tal saída poderá afetar serviços essenciais à população, como saúde, educação e segurança.
 
A perda de recursos referentes ao ISS do Itaú não é uma novidade para a cidade. Em 2017, o município iniciou uma batalha judicial, quando a nova lei alterou a forma de recolhimento do tributo. Um ano depois, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu medida cautelar, que acabou favorecendo o município com o retorno do repasse.
 
Agora, a cidade se vê numa situação desconhecida, já que, segundo nota publicada na página da Prefeitura de Poá, a notícia “necessita de esclarecimentos e causou surpresa à Administração Municipal e a todos os poaenses”. 
 
O texto divulgado diz que o banco “sempre manteve ao longo de sua história senso de grande responsabilidade social sendo conceituada mundo afora”. E que a Prefeitura “tem plena confiança que o banco Itaú não adotará nenhuma postura que venha a prejudicar drasticamente o orçamento municipal. “A hora é de união e luta”, concluiu o prefeito Lopes.
 
ACORDO
 
O jornal Folha de São Paulo publicou, na última sexta-feira, 10, o acordo fechado pelo Itaú com a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Sonegação Tributária, da Câmara de São Paulo, para transferir as operações de leasing para capital. A previsão é que a cidade de São Paulo passe a arrecadar R$ 230 milhões ao ano. De acordo com a publicação, o Itaú tem entre 30 e 180 dias para transferência.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias