Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
domingo 19 de setembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/09/2021
SEC DE GOVERNO - CAMPANHA: CORONAVIRUS - VALE GÁS - FASE II
GrupoIndy
ManArc
PMMC REDESCUBRA MOGI
CREA-SP

Igrejas estão prontas para atender apelo de bispo e acolher desabrigados

Paróquias aderem pedido do bispo diocesano Dom Pedro Luiz Stringhini, que recomendou abertura

Por Thiago Caetano - da Região31 JUL 2021 - 09h00
Igrejas têm projetos de auxílio; abertura é uma decisão urgente e necessáriaFoto: Regiane Bento/DS
Com chegada de frente fria, igrejas do Alto Tietê estão prontas para atender o pedido do bispo diocesano Dom Pedro Luiz Stringhini. Paróquias aderem pedido do bispo diocesano Dom Pedro Luiz Stringhini, que pediu a abertura das igrejas para abrigar moradores em situação de rua.
 
Uma das paróquias que fará a ação é a tradicional Igreja Nossa Senhora da Paz, em Ferraz de Vasconcelos. De acordo com o padre José Orlando da Cruz enaltece a ação e diz que é um dever do cristão. “Iniciativa muito bacana, de fato. É uma missão que fazemos de coração, com muito amor. É o princípio da solidariedade e a fraternidade devem estar presentes em cada um de nós. Procuramos viver aquilo que o evangelho nos ensina”, disse.
 
Além da igreja, as salas de catequeses da paróquia também servem de abrigo. Também serão servidas sopas, kit de higiene, colchonetes, cobertores, entre outros. De manhã será servido o café da manhã. “Uma equipe fará parte da logística. Irá ao encontro e trazer quem quiser vir para cá. Esta equipe já vai às ruas todas as noites de sábado e é realizada todos os anos. Faremos esse trabalho por conta dessa frente fria que estamos enfrentando”, explicou.
 
A paróquia Nossa Senhora de Lourdes, a Matriz de Poá, vem preparando uma estrutura para receber moradores em situação de rua. O padre Reginaldo Martins da Silva afirmou que ainda não teve procura. “Estamos criando uma estrutura e vamos disponibilizar o espaço da igreja. Ainda não teve procura, mas vamos montar para quando procurarem esse espaço”.
 
Os trabalhos são realizados pelo grupo Amigos de Deus, que leva sopas, agasalhos e também cobertores. Ele elogiou a iniciativa. “É um trabalho de acolhimento e de assistência bastante apropriado”.
 
Em Suzano, o padre da Paróquia São Sebastião, Claudio Taciano, busca valorizar as casas de acolhida. “Optamos pelo caminho de valorizar as casas de acolhidas. Há muitas parcerias. Muitas vezes encaminhamos para as casas de acolhidas de Suzano e também de outras cidades”, conta.
 
Além disso, o pároco citou trabalhos recentes realizados pela igreja. “Fizemos uma campanha onde arrecadamos dezenas de cobertores, muitos sacos com roupas para essas casas. Fizemos mais 300 cestas básicas com a ajuda dos paroquianos. É um trabalho que não é feito somente no frio, mas acontece há um tempo e de maneira discreta”, ressalta.
 
Trabalho semelhante realizado pela Paróquia Bom Pastor, no bairro Cidade Edson, conforme conta o padre Celso Laurindo Filho. “Temos um grupo de pessoas que ajudam. Não temos uma obra dentro da paróquia, mas auxiliamos outras que possuem. É uma decisão urgente e necessária. A igreja, em si, faz isso todo ano”, finalizou. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias