Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 21 de setembro de 2018

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/09/2018
MRV AGOSTO - SÁLVIA
PMMC - SETEMBRO FOOD TRUCK SOLIDÁRIO
PMMC SETEMBRO - ENTRE

Índice de veículos recuperados após furto e roubo se mantém em 61%

15 AGO 2015 - 20h20

A Polícia Militar (PM) do Alto Tietê manteve o índice de 61% de recuperação dos veículos roubados ou furtados. O índice é referente a uma comparação feita entre o primeiro semestres dos anos de 2014 e 2015. O número significa que a cada dois carros roubados, pelo menos um é recuperado pela PM. Mesmo com o quadro se mantendo estável, o comandante do CPAM-12, o coronel Mauro Lopes destaca que o trabalho deve ser contínuo e visando sempre uma melhoria.

"Em termos de números tivemos um primeiro semestre bom. Quase todos os índices criminais ficaram no verde. Mas não gosto de comemorar números, pois acho que tem muito ainda o que se fazer. E dentre os índices que ficaram no vermelho e precisamos resgatar estão, justamente, os de furto de veículo e roubos outros".

No primeiro semestre de 2014, a região registrou um total de 2.842 roubos e furtos de veículos, sendo que destes 1.743 foram recuperados pela polícia. Já em 2015, esses números subiram, mas a porcentagem de recuperação permaneceu a mesma. Foram 3.256 veículos roubados ou furtados e 1.994 foram reavidos pelas autoridades policiais.

Em relação aos veículos irregulares que foram recolhidos pela PM, o aumento registrado foi de 180,20%. Saltando de 500, no primeiro semestre de 2014, para 1.401, no primeiro semestre de 2015.

Outro ponto destacado pelo comandante Lopes foi o aumento das ocorrências atendidas. Entre janeiro e junho de 2014, foram 496 casos atendidos pelos batalhões do Alto Tietê. No mesmo período deste ano, esse número saltou para 563. Já as pessoas presas em flagrante passaram de 195 para 315, o que representa um aumento de 80%.

O comandante Lopes diz que o êxito na produtividade policial do Alto Tietê é devido ao bom trabalho dos policiais que estão nas ruas. "Programar operações é nosso dia a dia. Mas temos que ter a criatividade e a flexibilidade que mesmo uma operação programada em tal local pode ser mudada para outro lugar. Tudo depende do panorama que nos é mostrado. É preciso uma boa análise e ter discernimento no tempo certo. E o bom resultado das operações ocorre graças aos policiais que estão na linha de frente. Quem faz diferença nas ruas são os policiais", completou.

A PM ressaltou ainda a importância de registrar o crime através do Boletim de Ocorrência (B.O). E destacou também a utilização do Disque-Denúncia por meio do telefone 181. O denunciante não precisa se identificar. Só por meio dessas informações, a polícia pode mapear as localidades com maior índice de criminalidade e assim agir para a prevenção e aumento da sensação de segurança.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias