Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 07 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 06/12/2019
CENTRO ONCOLÓGICO
DS Entrevista

Lucena fala sobre atuação na Câmara Federal e destaca emendas para a região

Deputado federal Roberto de Lucena participou do programa ‘DS Entrevista’. Ele falou sobre as questões nacionais

Por Isabelle Santini - de Suzano30 AGO 2019 - 23h52
Lucena fala sobre atuação na Câmara Federal e destaca emendas para a regiãoFoto: Sabrina Silva/DS
O deputado federal Roberto de Lucena (Podemos) participou do programa 'DS Entrevista' e comentou sobre a atuação do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), as experiências na política, sobre a atuação do partido Podemos no legislativo, reforma da Previdência, projetos de lei, além das emendas destinadas às cidades do Alto Tietê.
 
"O presidente da república não tem filhos. O presidente realmente não tem. Agora, Jair Bolsonaro tem quatro filhos e uma filha", proferiu Lucena quando questionado sobre a indicação do deputado Eduardo Bolsonaro a embaixada do Brasil nos Estados Unidos. Segundo Lucena, Eduardo tem formação acadêmica e preparo, pois conhece o exterior e, principalmente, os Estados Unidos. "Em minha opinião, isso não é adequado. Não por falta de mérito de Eduardo, mas é necessário cautela neste momento por parte do presidente. Porém, se o Senado aprovar, Eduardo terá todo o meu apoio".
 
Emendas e projetos
 
Em relação a região, o deputado afirmou que há um projeto de lei para às fraudes de energia elétrica. "As concessionárias calculam os prejuízos que têm com os roubos de energia, mais a inadimplência, e repassam para o preço da energia elétrica. Ou seja, você não rouba energia e paga corretamente, o certo seria não arcar com o aumento do valor da energia elétrica. Esse projeto de lei proíbe esse repasse aos que cumprem as normas". 
 
As emendas destinadas por Lucena, neste ano, em Suzano, foram para o custeio da área da Saúde. O deputado destinou R$ 1 milhão para ser aplicado na Santa Casa da cidade e pretende destinar recursos para outras áreas, como educação e infraestrutura. Para Mogi das Cruzes foi encaminhado R$ 1 milhão para a infraestrutura. Arujá recebeu R$ 500 mil para saúde, RS500 mil para segurança pública e R$ 1 milhão para a educação. Santa Isabel recebeu R$ 1 milhão para investir em educação e infraestrutura, R$656 mil para dois ônibus escolares. Ao todo, foram R$ 54,4 milhões destinados para a saúde, educação, turismo, desenvolvimento regional e, deste valor, R$500 mil foram especificamente para a Santa Casa.
 
Para Itaquaquecetuba foram destinados R$ 2,3 milhões para o desenvolvimento regional e o departamento de justiça. Poá deverá receber R$ 240 mil para revitalização de calçadas e recuperação de pavimentação asfáltica. Biritiba-Mirim deverá receber R$ 251 mil para a área da agricultura. Em Salesópolis, o deputado pretende incrementar á área do turismo. Ferraz de Vasconcelos deverá receber R$ 668 mil para recapeamento. 
 
Saída do Itaú
 
De acordo com Lucena, uma frente parlamentar com deputados estaduais e federais da região deveria ser realizada para buscar soluções em relação à saída do Banco Itaú de Poá, o que implica em uma perda equivalente à R$ 140 milhões por ano no orçamento da cidade. "Nesse momento, os parlamentares precisam se unir para que, conjuntamente, possamos buscar uma saída, alguma solução para amenizar as consequências". 
 
Reforma da Previdência
 
Sobre a reforma da Previdência, Lucena classifica como "necessária" a mudança e recuperação do sistema previdenciário do País. "Houve aumento na expectativa de vida. Temos que pensar naqueles que já estão aposentados e naqueles que ainda vão se aposentar. Os deputados e a Câmara assumiram um papel de protagonismo. Bolsonaro foi contra a reforma por quase três décadas, mas quando ele fez as contas e observou os números, percebeu que ela precisava ser realizada". Segundo o deputado, a nova reforma permite um tratamento diferenciado aos professores, trabalhadores rurais e profissionais da segurança pública. 
 
Atuação do Podemos
 
Em relação à atuação do partido Podemos, o deputado conta que o objetivo da bancada é aumentar a relação entre os eleitores e representantes. "Queremos melhorar a comunicação do cidadão com a Câmara, para facilitar o acesso do eleitor com as atividades dos representantes, contribuindo, assim, para a transparência dos legislativos". Ainda segundo Lucena, o partido pretende ampliar o número de deputados federais e senadores. 
 
O presidente se reúne as bancadas, participei de reuniões com ele e sua equipe econômica. Pediu apoio do congresso nacional, para a efetivação da reforma, ele se mostra bem intencionado. Montou um bom time de ministros. Temos que aprovar a reforma tributária. Não vai aliviar carga tributária. Simplificar o sistema, diminuir custo das empresas com o sistema tributário. 
 
Mensagens
 
Em relação as mensagens atribuídas ao antigo juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e procuradores da Lava Jato, o deputado conta que os órgãos de investigação devem concluir as investigações para que nada fique sem esclarecimentos. 
 
"Acredito que o ministro (Sérgio Moro) tenha trabalhado com ética. Mas, ficaram algumas perguntas sem respostas. Prefiro esperar o que será concluído das investigações, pois até agora não temos nada concreto".
 
Secretário
 
Lucena foi secretário de Turismo do Estado de 2015 a 2016 e afirma que adquiriu experiências que levará para a vida toda.  "Foi extraordinário ser secretário. Sai do turismo, mas o turismo não saiu de mim. São Paulo é o grande líder nacional do turismo".

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias