Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 08 de agosto de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 07/08/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC  VACINAÇÃO - SARAMPO
Pmmc Mutirão da Catarata
PMMC ECOTIETÊ

Mais de 2 mil funcionários públicos do Alto Tietê aderem ao home office

Trabalho remoto é uma opção para servidores no grupo de risco da Covid-19 ou com mais de 60 anos

Por Carolina Rocha - da Região06 JUL 2020 - 22h00
Cerca de 1.536 funcionários da Prefeitura de Suzano realizaram o trabalho remotoFoto: Regiane Bento/Divulgação
Como uma opção para servidores públicos no grupo de risco do novo coronavírus, o trabalho remoto foi adotado nas prefeituras da região. 
 
No Alto Tietê, cerca de 2.256 funcionários públicos já aderiram ao chamado home office.
 
Os dados levantados pela reportagem levam em consideração três cidades da região. Em Suzano, 1.536 funcionários já realizaram o trabalho remoto desde o início da pandemia em março deste ano. No município, a Secretaria Municipal de Administração indicou esse tipo de trabalho para os servidores da Prefeitura com mais de 60 anos, grávidas e mães com filhos de até um ano de idade.
 
A exceção foi para os servidores da Saúde, Segurança e da Assistência Social. Além disso, todos os servidores que apresentam histórico de comorbidades (que também fazem parte do grupo de risco), tiveram a permissão para realizar o trabalho à distância. 
 
Em Mogi das Cruzes, 560 servidores estão trabalhando especificamente em home office.
 
De acordo com a Secretaria de Gestão Municipal, o número de trabalhadores afastados em neste regime, em virtude da pandemia do novo coronavírus, foi estabelecido mediante disponibilização dos acessos remotos, considerando a carta de serviços apresentada no site da Prefeitura.
 
Já no município de Poá, cerca de 160 servidores estão atuando por meio do trabalho remoto, incluindo funcionários com 60 anos ou mais e dos demais grupos de risco. Também foi alterada a jornada de trabalho para melhor distribuição física da força de trabalho presencial. 
 
O objetivo é evitar a concentração e a proximidade de pessoas no ambiente de trabalho. Além disso, todos os setores contam com álcool gel e é obrigatório o uso de máscaras
 
A Prefeitura de Itaquaquecetuba informou que os seus funcionários estão trabalhando em sistema de revezamento, e a Prefeitura de Salesópolis disse que a Vigilância Epidemiológica, Sanitária e Zoonose continuam atuando normalmente e não aderiram ao trabalho home office, mas não informou a situação em relação a outros setores da municipalidade.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias