Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
segunda 14 de junho de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/06/2021
EDP SEGURANÇA
Quality Admistração de Condomínios
GrupoIndy
Brainer Ocupacional

Marcia Bin tem celular clonado e é alvo de golpe no WhatsApp

Secretaria da Fazenda recebeu mensagem exigindo duas transferências nos valores de R$ 50 e R$ 60 mil

Por Fernando Barreto - de Poá13 MAI 2021 - 05h00
Telefone da prefeita foi clonado e contatos recebem mensagensFoto: Isabela Oliveira/DS
O telefone da prefeita de Poá, Marcia Bin (PSDB), foi clonado e seus contatos receberam mensagens pedindo transferência de dinheiro. A informação foi confirmada pela chefe do Executivo em publicação nas redes sociais.
 
“Meu número de telefone foi clonado e estão enviando mensagens no whatsapp em meu nome, inclusive pedindo dinheiro. Peço que desconsiderem qualquer mensagem enviada neste momento e não enviem nenhuma informação”, afirmou na publicação a tucana.
 
Entre os contatos que receberam mensagens estão secretários municipais de Poá. As mensagens solicitavam quantias em dinheiro para serem depositadas em duas contas bancárias. 
 
O principal fato foi relacionado à Secretaria da Fazenda que recebeu mensagem exigindo duas transferências nos valores de R$ 50 e R$ 60 mil para “custeio”. Nenhum valor foi transferido para as referidas contas.
 
A chefe do poder Executivo já registrou um Boletim de Ocorrência (BO) e adotará todas as medidas cabíveis para averiguação deste crime. “Não respondam as mensagens, não informem dados pessoais e, principalmente, não transfiram dinheiro caso seja solicitado. Já passei todas as informações para a polícia para que esse crime seja investigado e os culpados responsabilizados”, afirmou a prefeita Marcia Bin.
 
Atuação
 
Reportagem publicada pela Agência Brasil explicou, com base em informações do Procon de SP, como é realizada a clonagem.
 
Segundo a reportagem, uma pessoa envia mensagem dizendo ser funcionário de site de compra, o golpista entra em contato e pede que a vítima digite um código de seis números para supostamente ativar um anúncio; esse código é a verificação do WhatsApp e com ele o criminoso consegue clonar a conta do consumidor.
 
Após a clonagem, o golpista passa a enviar mensagens para os contatos da vitima pedindo dinheiro no nome dela. Na maioria das vezes, o infrator pede dinheiro para parentes e conhecidos, simulando alguma necessidade urgente.
 
O Procon-SP alerta os consumidores para não enviar o código de seis números. É importante ainda habilitar a "verificação em duas etapas" no WhatsApp: clicando em "configurações", "conta" e "verificação em duas etapas".
 
De acordo com o secretário de defesa do consumidor, Fernando Capez, os golpes pela internet e por redes sociais explodiram nesse momento de pandemia de Covid-19. “É preciso que o consumidor desconfie sempre, redobre a atenção e nunca forneça senhas ou sequência de números”, alerta. Caso tenha sido vítima deste golpe, a pessoa deve entrar em contato com support@whatsapp.com e pedir a desativação temporária da conta.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias