Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 30 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 30/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
SOUZA ARAUJO
ÚNICCO POÁ
Pmmc Sarampo

Pedidos de seguro-desemprego têm queda de 5,7% no Alto Tietê

24 ABR 2016 - 08h00

O número de pessoas que utilizam o seguro-desemprego caiu 5,7% no Alto Tietê no ano de 2015, se comparado a 2014. No ano retrasado a região possuía 62.917 pessoas recebendo o benefício temporário de assistência financeira. Já em 2015, o dado caiu para 59.338 beneficiários. Apesar da diminuição de beneficiários, neste período, o número de desempregados subiu em 81%.

O dado é referente aos municípios de Suzano, Mogi das Cruzes, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba e Poá. De acordo com o Ministério Público e Previdência Social, em média, os trabalhadores que ficam desempregados e que possuem o direito de receber o seguro-desemprego têm acesso ao benefício 30 dias após a data de entrada do pedido. O valor pago pelo Ministério do Trabalho varia de acordo com a faixa salarial, mas inicia-se com o valor do salário mínimo R$ 880 até R$ 1.385,91.

Apesar dessa queda na quantidade de pessoas que dependem do seguro-desemprego, a região teve um aumento de 81% no desemprego de 2014 para 2015. Em 2014, 5.088 pessoas ficaram desempregadas no ano, em 2015 esse número subiu para 9.241.

O quadro pode ser reflexo na mudança na lei feita pelo Ministério no último ano, que deixou a regra mais rígida para se adquirir o benefício.

Antes, o trabalhador podia pedir benefício após seis meses de trabalho ininterruptos, com a nova regra, é preciso trabalhar por 12 meses para pedir pela primeira vez, e por nove para pedir a segunda. Para solicitar a terceira vez, é preciso trabalhar por seis meses. A mudança foi uma das alternativas do governo federal para cortar custos.

O município de Ferraz foi o que registrou maior queda da população que recebe o seguro. Em 2014 eram 7.740 cidadãos desempregados que recebiam o benefício, em 2015 o número caiu para 5.395 pessoas, uma queda de 30%. Suzano foi a segunda cidade em que mais caiu o número de beneficiários, em 17%, sendo que em 2014 eram 8.652 e caiu em 2015 para 7.161.

O município de Poá é um dos que tiveram crescimento no número de beneficiados, de 7.121 em 2014 para 8.239 em 2015.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias