Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quinta 23 de setembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/09/2021
GrupoIndy
PMMC REDESCUBRA MOGI
SEC DE GOVERNO - CAMPANHA: CORONAVIRUS - VALE GÁS - FASE II
PMMC REDESCUBRA MOGI - TODA QUINTA
CREA-SP

Poá multa Sabesp pela 4ª vez por despejo irregular

03 FEV 2016 - 07h00

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SMARN) de Poá constatou o despejo de esgoto ‘in natura’ em um terreno localizado no final da Rua Deputado Castro de Carvalho, que fica em área de preservação ambiental no perímetro da Fonte Áurea. Como punição, a Prefeitura aplicou a multa de R$ 1,5 milhão à Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) por conta do lançamento de esgoto “in natura”, especialmente em área de proteção ambiental. Esta é a quarta multa aplicada à Sabesp, responsável pelas redes e serviços de água e esgoto da cidade. Somente em 2015 foram aplicadas três multas, sendo que a Sabesp recorreu, porém, tiveram os recursos indeferidos.

O Ministério Público do Estado também será acionado para reforçar a necessidade de providências, pois se trata de problema recorrente da Sabesp na cidade, concessionária que deveria tomar conta da rede e garantir o correto tratamento do esgoto. O fato enquadra-se nas Leis de Crimes Ambientais.

Segundo a diretora de Meio Ambiente de Poá, Juliana Cardoso, o esgoto corre por canalização que é direcionada às Centrais de Tratamento de Esgoto, mas, por algum problema, o esgoto estava vazando e caindo dentro dos sistemas de drenagem de águas pluviais.

“O material não gera uma contaminação direta no lençol freático, e por sua vez, nem na fonte. Este despejo é de pequenas proporções, mas provoca danos ambientais. O caso teria sido agravado se os despejos fossem em maiores quantidades e se recorrentes, podendo sim comprometer o lençol que abastece a fonte. A Sabesp já estava no local fazendo a manutenção da rede, e tentando estancar o vazamento. A mesma ainda promete um projeto de alteração do sistema no local, com o objetivo de que o fato não ocorra novamente”, disse Juliana.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias