Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 04 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 04/12/2020

Poá solicita manifestação técnica ao DAEE para construção de canal artificial

24 JUN 2016 - 08h00

 Para iniciar a construção do canal artificial para águas pluviais em trecho de 1,5 quilômetro - da Avenida Anchieta até próximo à Praça de Eventos, no Centro, a Prefeitura de Poá solicitou ao Departamento de Águas e Energia Elétrica de São Paulo (DAEE), na última terça-feira, Manifestação Técnica de Concordância a fim de que a Administração Municipal possa dar continuidade à captação de recursos para o projeto que será mais uma obra de combate às enchentes.

A solicitação foi feita por meio de reunião na sede do órgão em São Paulo pelo prefeito Marcos Borges (PPS), que estava acompanhado dos secretários municipais Sidiclei Lessa (Governo), Paulo Silas Dornelas (Obras), Augusto de Jesus (Planejamento) e Marco Antônio Landrino (Meio Ambiente).

No encontro com o superintendente do DAEE, Ricardo Daruiz Borsari, foi apresentado o plano de macrodrenagem da bacia hidrográfica do Alto Tietê para este projeto, considerado emergencial, de construção do Canal Vertedouro Auxiliar, que atuará como elemento estrutural hidráulico para captação de vazões excedentes ao volume de 214 mil m³ de água que serão contidos no piscinão em construção.

Diante do pedido da manifestação técnica, o DAEE já adiantou à Prefeitura de Poá que a mesma não deve demorar a sair. A Secretaria Municipal de Planejamento afirmou que a anuência emitida pelo órgão é necessária, pois se trata de macrodrenagem e o documento atestando que não existe impedimento algum é importante para continuidade na captação de recurso para construção do canal artificial.

O prefeito Marcos Borges disse que a solicitação ao DAEE procede também em função de reunião realizada em Brasília, no Ministério das Cidades, na Secretaria Nacional de Saneamento, ocasião em que o município iniciou busca de recursos para execução da obra, quando prontamente a Administração poaense foi recebida e informada da probabilidade de ser atendida mediante a apresentação da manifestação do DAEE, e que o projeto de Poá está de acordo com o Plano Diretor de Macrodrenagem do Alto Tietê.

No documento entregue ao Departamento de Águas e Energia Elétrica de São Paulo pela Prefeitura, também estava descrito um parecer técnico de profissional engenheiro, em relação ao entendimento de que a obra é fundamental para o município e que estaria dispensada de solicitação de outorga, uma vez que não ocorrerá desvios em cursos hídricos, por se tratar de um canal que entrará em operação somente no momento em que for atingida a cota de enchente.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias