Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Prefeitura de Ferraz corre para renovar aluguel da PM e evitar despejo

Contrato de locação do prédio está vencido desde julho e o pagamento do aluguel atrasado

Por de Ferraz14 NOV 2017 - 16h34
Contrato de locação do prédio está vencido desde julho e o pagamento do aluguel atrasadoFoto: Divulgação

A Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos corre para renovar o acordo e evitar o despejo da sede da 3ª Companhia da Polícia Militar, localizada na Rua Floriano Peixoto, na Vila Romanópolis. O contrato de locação do prédio está vencido desde julho e o pagamento do aluguel atrasado. O assunto veio à tona após denúncia do vereador Claudio Roberto Squizato (PSB). O parlamentar apresentou um requerimento para passar a limpo o impasse.

No documento, Squizato solicita que a Câmara Municipal seja informada sobre o motivo pelo qual o Poder Executivo não iniciou antes o processo de renovação do contrato locação, já que o acordo encontra-se encerrado. O custo mensal era de R$8.181,93 Ainda, segundo o vereador, a recente troca de equipe do setor de licitação da municipalidade acabou atrasando a análise do processo administrativo de avaliação em andamento. “Por isso, o governo pediu prioridade no assunto para resolver o problema o mais breve possível”, salienta Squizato.

Para ele, a manutenção da sede apropriada da corporação na cidade é de suma importância tendo em vista o reconhecido papel da PM em defesa da segurança pública em geral. Claudio Squizato ressalta também que o pagamento de aluguel por parte da municipalidade para assegurar o pleno funcionamento de instituições púbicas estaduais representa uma das obrigações previstas na parceria. “Portanto, compete ao Poder Executivo local encontrar da maneira urgente uma solução o problema que pode comprometer terrivelmente o trabalho da corporação”, apela Squizato.

Além de garantir que vai acertar as pendências com o dono do imóvel onde está instalada a sede da PM local, o Poder Executivo já retomou o pagamento do pró-labore a corporação. Na prática, o governo municipal fez duas quitações atrasadas, de acordo com o presidente da Câmara Municipal, Flavio Batista de Souza (PTB), o Inha. No total, a administração da cidade desembolsa por mês R$44,8 mil beneficiando assim 112 soldados. Em setembro, Squizato havia criticado a suspensão do soldo e, ao mesmo tempo, cobrou uma resposta da municipalidade. -

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias