Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 05 de julho de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 04/07/2020

Procon-SP fiscaliza estabelecimentos comerciais de cinco cidades do Alto Tietê

Equipes do órgão estadual mantêm enfrentamento ao aumento injustificado de preços durante a pandemia de COVID-19

Por Da Região28 MAI 2020 - 13h38
Procon fiscalizou mais de 3 mil estabelecimentos durante a quarentenaFoto: Divulgação

Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba e Santa Isabel foram alvo uma operação do Procon-SP, em que estabelecimentos foram fiscalizados durante os dois meses de quarentena. No Estado, equipes do Procon-SP fiscalizaram mais de 3,5 mil estabelecimentos comerciais para combater o aumento injustificado de preços. Desse total de farmácias, supermercados, hipermercados e outros locais, 89% (3.140) foram notificados a apresentar notas fiscais para verificação da prática abusiva.

Os fornecedores que estiverem praticando preços abusivos serão multados; até o momento, mais de 3 milhões em multas foram aplicadas. A elevação de preços de itens essenciais, como alimentos, álcool em gel, botijão de gás e máscaras de proteção, é prejudicial à população e é dever legal do Estado interferir.

As ações das equipes são norteadas também pelas denúncias recebidas nas redes sociais do Procon-SP, que registraram até 26 de maio quase seis mil relatos de consumidores com problemas relacionados à COVID-19 (doença causada pelo novo coronavírus), entre problemas com preços e outros assuntos.

Atendimentos

O total de atendimentos de consumidores com problemas relacionados à enfermidade, até esta terça-feira (26), soma mais de 16 mil casos, incluindo as denúncias nas redes sociais (5.755), consultas de assuntos em geral (3.883) e reclamações (6.502).

Entre os consumidores que registraram reclamação, buscando a ajuda do órgão para intermediar uma solução junto ao fornecedor, agências de viagens (52% do total das reclamações) e companhias aéreas (25%) são os setores mais questionados.

Locais visitados no estado

Os 214 municípios visitados em São Paulo foram: Aguaí, Agudos, Álvares Machado, Américo Brasiliense, Andradina, Angatuba, Aparecida d’Oeste, Araçariguama, Araçatuba, Araçoiaba da Serra, Araraquara, Araras, Arealva, Areiópolis, Arujá, Aspásia, Assis, Atibaia, Avaré, Bady Bassit, Barueri, Barra Bonita, Barretos, Bastos, Batatais, Bauru, Bebedouro, Bertioga, Birigui, Boituva, Boracéia, Botucatu, Bragança Paulista, Brodowski, Cabreúva, Caçapava, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Cândido Mota, Capão Bonito, Carapicuíba, Cardoso, Casa Branca, Castilho, Catanduva, Cerqueira César, Cesário Lange, Colina, Colômbia, Coronel Macedo, Cotia, Cubatão, Descalvado, Diadema, Dois Córregos, Dourado, Dracena, Duartina, Dumont, Estrela d’Oeste, Fernandópolis, Ferraz de Vasconcelos, Franca, Franco da Rocha, Garça, Guaiçara, Guaíra, Guará, Guaraçaí, Guaraci, Guararema, Guaratinguetá, Guariba, Guarujá, Guarulhos, Hortolândia, Iacanga, Ibaté, Ibitinga, Ibiúna, Igaraçu do Tietê, Igarapava, Ilha Solteira, Indiana, Iperó, Itaí, Itanhaém, Itapetininga, Itapeva, Itapevi, Itápolis, Itaporanga, Itaquaquecetuba, Itararé, Itatinga, Itirapuã, Itu, Itupeva, Jaborandi, Jaboticabal, Jacareí, Jales, Jardinópolis, Jarinu, Jaú, José Bonifácio, Jundiaí, Junqueirópolis, Leme, Lenções Paulista, Lins, Lorena, Lutécia, Macatuba, Magda, Mairinque, Maracaí, Marília, Marinópolis, Matão, Mauá, Mineiros do Tietê, Mira Estrela, Miracatu, Mirandópolis, Mococa, Mongaguá, Monte Aprazível, Monte Azul Paulista, Murutinga do Sul, Natividade da Serra, Nhandeara, Nova Canaã Paulista, Novo Horizonte, Olímpia, Ourinhos, Pacaembu, Palmeira d’Oeste, Panorama, Paraguaçu Paulista, Patrocínio Paulista, Pederneiras, Penápolis, Peruíbe, Piedade, Pilar do Sul, Pindamonhangaba, Pindorama, Piraju, Pirapora do Bom Jesus, Pirapozinho, Pirassununga, Pompéia, Porto Feliz, Porto Ferreira, Pradópolis, Praia Grande, Pratânia, Presidente Bernardes, Presidente Epitácio, Presidente Prudente, Promissão, Rancharia, Redenção da Serra, Regente Feijó, Reginópolis, Ribeirão Pires, Ribeirão Preto, Rincão, Rio Grande da Serra, Riolândia, Rosana, Rubinéia, Salto, Salto de Pirapora, Santa Adélia, Santa Cruz do Rio Pardo, Santa Fé do Sul, Santa Isabel, Santana de Parnaíba, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São Francisco, São João da Boa Vista, São José da Bela Vista, São José do Rio Pardo, São José do Rio Preto, São Luís do Paraitinga, São Manuel, São Miguel Arcanjo, São Paulo, São Roque, Sarapuí, Serra Negra, Serrana, Sertãozinho, Severínia, Socorro, Sorocaba, Sumaré, Tabatinga, Tanabi, Taquaritinga, Taquarituba, Tatuí, Taubaté, Terra Roxa, Tupã, Urânia, Valparaíso, Vargem Grande do Sul, Viradouro, Votorantim e Votuporanga

Como denunciar, reclamar e obter orientações

O Procon-SP disponibiliza canais de atendimentos à distância para receber denúncias, intermediar conflitos e orientar os consumidores: via internet (www.procon.sp.gov.br), aplicativo – disponível para Android e iOS – ou redes sociais; para as denúncias, basta marcar @proconsp, indicando o endereço ou site do estabelecimento.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias