Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 30 de março de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 28/03/2020
COVID
Secretaria de Estado da Saúde Campanha Coronavirus
CENTRO ONCOLÓGICO
CENTRO MÉDICO

Quarentena entra em vigor nesta terça-feira em todo o estado de São Paulo

Restrição ao funcionamento do comércio foi adotada para conter o avanço do novo Coronavírus

Por de Mogi24 MAR 2020 - 11h02
Medida será válida por 15 dias, podendo ser prorrogada e impõe o fechamento de estabelecimentos comerciais que não estejam entre os serviços essenciais de alimentação, saúde, abastecimento, limpeza urbana, segurança pública e bancosFoto: Ney Sarmento/PMMC

Começa a valer, nesta terça-feira (24), o decreto publicado pelo Governador João Doria que determina quarentena em todos os 645  municípios do Estado de São Paulo. A medida será válida por 15 dias, podendo ser prorrogada e impõe o fechamento de estabelecimentos comerciais que não estejam entre os serviços essenciais de alimentação, saúde, abastecimento, limpeza urbana, segurança pública e bancos. A restrição ao funcionamnto do comércio foi adotada para conter o avanço do novo Coronavírus. 

Pelo decreto, todos os comércios que realizam atendimento presencial, incluindo bares, restaurantes, cafés e lanchonetes, deverão permanecer fechados. Estabelecimentos que servem alimentos e bebidas em mesas ou balcões só poderão atender pedidos por telefone ou por serviços de entrega.

Na área de saúde, ficam isentos da quarentena os hospitais, clínicas médicas e odontológicas e farmácias. Já no setor de abastecimento e serviços, continuam abertos os postos de combustíveis, oficinas mecânicas, transporte público, táxis, transporte por aplicativos, serviços de call center, pet shops e bancas de jornais.

Outros setores que podem continuar oferecendo serviços durante a quarentena são as empresas de segurança privada, limpeza urbana, manutenção e zeladoria, além de bancos, lotéricas e correspondentes bancários, indústrias e construção civil. Segundo o governador, todas as obras públicas e privadas deverão continuar em operação.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias