Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 22 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/10/2020
PMMC OUT ROSA
SOUZA ARAUJO
PMMC MULTI 2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
ÚNICCO POÁ

Radial denuncia transporte irregular de 4 mil passageiros por dia em Ferraz

09 OUT 2015 - 08h01

A Radial - empresa responsável pelo transporte coletivo - denunciou o transporte irregular de quatro mil passageiros por dia em Ferraz. Os ônibus transportam, em média, 17 passageiros por dia, considerando pagantes, escolar e gratuidade, sem contar com subsídio por parte da Prefeitura. A empresa disse que já notificou a Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana sobre o ocorrido.

O transporte de passageiros é feito irregularmente por táxis, que estão atuando como "lotação". Segundo a Radial, os motoristas aproveitam o aumento de passageiros nos pontos durante os horários de pico para convidá-los a serem transportados, pelo carro, com o mesmo valor da passagem de ônibus.

Este tipo de transporte é feito próximo aos pontos de ônibus, normalmente durante o dia e no final da tarde. Estes motoristas costumam ficar nas paradas mais movimentadas e levam até cinco passageiros por vez. Entre os pontos em que há um grande número de transporte de passageiros de forma irregular estão os das linhas: São Francisco x Vila Cristina, São Francisco x Jardim Deise, Estação de Ferraz x Vila São Paulo, Estação de Ferraz x Jardim Ione e Jardim São José x Vila Papai.

A Radial afirma que a maior preocupação é com relação à segurança dos passageiros, já que os ônibus cumprem normas rigorosas de funcionamento, manutenção e segurança. "Além disso, a empresa sente-se prejudicada na sua área de atuação. Esse desvio de passageiros fere todas as normas de conduta e prejudica a população de uma forma geral. A Radial investe continuamente em melhorias: renovação da frota, treinamento de funcionários, veículos adaptados aos passageiros portadores de necessidades especiais, atende áreas distantes, e emprega 300 trabalhadores, só em Ferraz, todos com carteira assinada. Essa conduta ilegal fere toda essa cadeia" afirmou. A concessionária frisou que os funcionários podem ser prejudicados com a diminuição no transporte de passageiros.

Outro ponto destacado pela empresa é que os "táxis" não aceitam meia passagem, não funcionam de madrugada e não transportam passageiros para bairros distantes da área central. A Radial afirmou que já alertou as autoridades e espera que haja uma fiscalização com relação ao assunto.

LEI

A cidade de Ferraz tem uma lei (2.335/99) aprovada que proíbe o transporte de passageiros por meio de lotação. Regulamentada em 22 de setembro de 1999, a lei estabelece as modalidades dos serviços de transporte público de passageiros no município e dispõe sobre a proibição aos permissionários do serviço de transporte de passageiros realizados por automóvel de aluguel na modalidade táxi.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias