Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 07 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 06/12/2019
CENTRO ONCOLÓGICO
Ferraz

Recém-nascido tem alta de hospital sem ser vacinado contra a tuberculose

Segundo o motorista de aplicativo, pelo menos três UBSs não têm a dose da vacina Bacilo Calmette-Guérin (BCG)

Por Daniel Marques - da Região30 AGO 2019 - 12h06
Pai relatou que não conseguiu vacinar filho contra tuberculose, pois tanto hospital regional quanto UBSs não tinham vacinaFoto: Sabrina Silva/DS
O motorista de aplicativo, Guilherme Santos Teixeira, de 26 anos, passou momentos difíceis com o filho recém-nascido no Hospital Regional Doutor Osiris Florindo Coelho, em Ferraz de Vasconcelos. Ele relatou que não conseguiu vacinar a criança contra a doença de tuberculose tanto no hospital quanto nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs).
 
Segundo o motorista de aplicativo, pelo menos três UBSs não têm a dose da vacina Bacilo Calmette-Guérin (BCG), que previne a tuberculose e geralmente é aplicada em crianças. São as unidades da Bela Vista, Santo Antônio e Jardim Castelo.
 
No relato, ele diz que o filho nasceu prematuro aos seis meses. A gravidez foi de alto risco e, após 50 dias de vida, não havia nenhuma vacina BCG para aplicar em nenhum dos postos.
 
"O hospital (Regional) que deu alta para o neném, alegou que não tinha a dose porque era sábado", conta o motorista.
 
Segundo ele, um grupo de meninas que tiveram crianças, que ficaram na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital, também reclamaram da situação. Algumas delas se dirigiram a postos de Suzano.
 
Agendado
 
Apesar de não conseguir vacina nas unidades de saúde, Guilherme conseguiu agendar a aplicação da vacina para esta semana. Ele conseguiu falar com a direção do Hospital Regional após mais de 10 dias de alta da criança.
 
Prefeitura
 
Segundo a Vigilância Epidemiológica, órgão vinculado a Secretaria de Saúde de Ferraz, a vacina vacina BCG é aplicada apenas nas unidades do Jardim São Lázaro, Vila Margarida, Jardim Bela Vista e Vila Santo Antônio, e nenhuma das unidades registrou falta de estoque da dose nos últimos meses.
 
De acordo com a pasta, é possível que tenha ocorrido um desencontro de informações. Por isso, a Vigilância pede para que os moradores entrem em contato pelo telefone 4676-3458 nestes tipos de caso.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias