Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
sexta 14 de maio de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/05/2021
CHECK UP - PÓS COVID
GrupoIndy

Redução de recursos no Sistema S preocupa diretores em Mogi

07 OUT 2015 - 08h00

Diretores de unidades do Sesi e do Senai de Mogi estão preocupados com projeto de lei federal que prevê o corte de 30% da contribuição obrigatória do sistema "S", do qual fazem parte o Sesi e o Senai, assim como Sebrae, Senac e Sesc.

A redução dos recursos para o sistema "S" coloca em risco os planos de investimentos para ampliação das unidades escolares e compromete até mesmo o funcionamento da estrutura atual.

"Estamos bastante preocupados com o que pode acontecer e é fundamental que as pessoas tenham conhecimento dos reflexos imediatos que essa proposta federal vai gerar nas cidades que contam com esses serviços", argumenta Itamar Rodrigues Cruz, diretor do Senai Mogi.

"Essa iniciativa da Câmara Municipal chama a atenção para um problema que é bastante sério e é importante que esforços sejam somados para impedir que esse projeto de lei seja aprovado", enfatiza o diretor do Sesi Mogi, Roberto Xavier Augusto Filho.

Mogi conta com escola do Senai, que forma mais de cinco mil alunos por ano, e três escolas do Sesi, que atendem a cerca de três mil alunos. O Sesi conta, ainda, com mais 12 mil usuários do Centro de Lazer e Esportes instalado em Braz Cubas, 800 alunos na academia de ginástica e 1,5 mil crianças e adolescentes no programa Atleta do Futuro.

Grupos de estudantes, professores e diretores das escolas Sesi e Senai de Mogi das Cruzes participam da sessão ordinária da Câmara Municipal de Mogi hoje, às 15 horas, para acompanhar a apresentação de uma moção de repúdio, de autoria do vereador Protássio Nogueira (PSD.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias