Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quinta 22 de abril de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/04/2021
GrupoIndy
CHECK UP - PÓS COVID
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Registros de homicídios têm queda de 32% no Alto Tietê, aponta SSP

24 SET 2016 - 08h00

Os registros de homicídios doloso (aquele que há intenção de matar) no Alto Tietê tiveram queda de 32,06% nos oito primeiros meses deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. Dados divulgados ontem pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) apontam que foram computadas 89 mortes violentas entre janeiro e agosto de 2016. E em 2015, foram 131 registros. Os dados são referentes às cidades de Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano.

Somente três cidades tiveram crescimento do número de homicídios. Sendo, Ferraz, Poá e Santa Isabel. O primeiro passou de nove casos para 16, neste ano. Um aumento de 77,78%. Poá foi de quatro para cinco homicídios, crescimento de 25%. E o terceiro município foi de um para dois casos, aumento de 100%. No ranking geral da região, as cidades citadas estão em terceiro, sexto e sétimo lugar, respectivamente, em número de homicídios.

Das cidades tiveram redução de casos, a que apresentou porcentagem menor de queda foi Guararema (100%) que foi de quatro para nenhum registro. Outra cidade que não registrou homicídios neste ano foi Salesópolis. Em 2015, o município havia registrado um caso.

Também foi registrado queda nas cidades de Arujá, que passou de 16 para nove casos (-43,75%); Biritiba teve redução de 50% (de dois para um registro); Itaquaquecetuba que foi de 33 para 24 casos (- 27,275); Mogi das Cruzes reduziu 45,95%, indo de 37 para 20 casos; e Suzano passou de 24 para 12, uma queda de 50%. As cidades ocupam, no ranking geral (da mais violenta - em números de assassinatos - para a mais segura), a quinta, oitava, primeira, segunda e quarta posição, respectivamente.

estado

No Estado, os homicídios dolosos voltaram a cair em agosto. A redução foi de 12,65% no mês e o total de casos caiu de 324 para 283, com 41 a menos. Desde o início deste ano, há uma diminuição de 9,16% nas ocorrências, que baixaram de 2.533 para 2.301.

Tanto para o comparativo mensal quanto para o acumulado dos oito meses (janeiro a agosto), o total de ocorrências de homicídio doloso foi o menor para a série histórica, iniciada em 2001.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias