Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 09 de agosto de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 08/08/2020
PMMC ECOTIETÊ
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC  VACINAÇÃO - SARAMPO
Pmmc Mutirão da Catarata

Retorno de linhas intermunicipais extintas depende da Capital, afirma secretário

Fim das linhas atingiu diretamente moradores da região. Eram 10 linhas que partiam das cidades de Poá, Ferraz de Vasconcelos e Guarulhos, para pontos distintos da Capital

Por Marcus Pontes - da Região05 JUL 2020 - 16h39
Linhas intermunicipais que passavam pela região foram extintasFoto: Divulgação
A Secretaria de Transportes Metropolitanos do Estado abriu conversas com a Prefeitura de São Paulo para retornar linhas intermunicipais extintas, e que atendiam cidades do Alto Tietê. De acordo com o chefe da pasta, Alexandre Baldy, o diálogo busca encontrar meios para que os trajetos sejam retomados, especialmente por atenderem tanto a população da região quanto da Capital. 
 
Ao DS, Baldy falou sobre o encontro que teve com o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), para tratar sobre o tema. Segundo ele, a extinção das linhas foi feita exclusivamente pelo município de São Paulo, e que a responsabilidade para um retorno deve ser feita justamente por eles. “O diálogo busca retornar, para manter as operações que existem e retomar o atendimento à região do Alto Tietê”, disse.
 
Repercussão
 
A extinção das linhas atinge diretamente moradores da região. Isso porque eram 10 linhas que partiam das cidades de Poá, Ferraz de Vasconcelos e Guarulhos, para pontos distintos da Capital. Em junho, os prefeitos Adriano Leite e Gian Lopes argumentaram que a mudança atingiu milhares de usuários da região. “Essa mudança obriga os usuários a utilizarem mais de duas conduções para chegar ao destino, ocasionando maior tempo de viagem e, principalmente, gastos a mais porque as nossas cidades não possuem integração tarifária com o sistema de trens”, explicou o presidente Adriano Leite.
 
Na época, Baldy disse que as linhas foram interrompidas em decorrência de uma portaria da cidade de São Paulo, que impede a circulação de ônibus intermunicipais no seu território. 
Um abaixo-assinado feito por usuários da região pede o retorno das linhas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias