Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 28 de março de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/03/2020
COVID
CENTRO MÉDICO
Secretaria de Estado da Saúde Campanha Coronavirus
CENTRO ONCOLÓGICO

Sindicato da região solicita às prefeituras fechamento dos bancos nas medidas de prevenção ao coronavírus

Por da Região25 MAR 2020 - 11h40
Além de Mogi, fazem parte da base territorial do Sindicato os municípios de Suzano, Poá, Biritiba Mirim e SalesópolisFoto: Arquivo/DS
O Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região encaminhou ofício às prefeituras de sua base de atuação solicitando a inclusão das agências bancárias no decreto municipal que determina o fechamento de estabelecimentos públicos e privados, como uma das medidas preventivas contra a transmissão do novo coronavírus (Covid-19).
 
Além de Mogi, fazem parte da base territorial do Sindicato os municípios de Suzano, Poá, Biritiba Mirim e Salesópolis. O pedido atende a recomendação da Secretaria de Estado da Saúde e visa resguardar a saúde da categoria, bem como dos clientes e usuários dos bancos, em decorrência da pandemia que assola o mundo.
 
Na manhã de terça-feira (24 de março) o presidente do Sindicato, Clayton Teixeira Pereira e o diretor jurídico, Antonio de Siqueira Lima protocolaram pessoalmente o ofício nas prefeituras de Suzano, Poá e Mogi das Cruzes. Até o fim da semana serão encaminhados a Salesópolis e Biritiba Mirim.
 
Entre as reivindicações que o movimento sindical vem fazendo e acordadas com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) é para que as instituições financeiras mantenham apenas as atividades consideradas essenciais, sendo elas: “compensação bancária, redes de cartões de crédito e débito, caixas bancários eletrônicos e outros serviços não presenciais de instituições financeiras”.
 
Desde esta terça-feira (24) o Sindicato sugeriu a interrupção temporária do atendimento nos bancos que possuem mais de uma agência. Mas conforme destacou o presidente, apenas o contingenciamento não está sendo suficiente. Além de não estar sendo adotado por todos os bancos, os que adotam não o fazem da mesma forma.
 
Também ficou determinado que nas unidades que ficarem abertas o acesso do público será controlado, podendo entrar dois clientes por vez. A principal recomendação é que os clientes façam uso de aplicativos para ter usar os serviços bancários.
 
“A pandemia do coronavírus é um caso de saúde pública que ocorre internacionalmente. Os bancários são profissionais que ficam bastante vulneráveis pelo atendimento a um grande número de pessoas que é feito diariamente e também pelo contato direto com o papel moeda”, explica.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias