Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 01 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 01/10/2020
SOUZA ARAUJO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
ÚNICCO POÁ

Suzano fecha nove salas; Mogi e Itaquá registram encerramento de 85

14 FEV 2016 - 07h00

Após o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) divulgar o fechamento de 913 classes no Estado, as subsedes do Alto Tietê apontaram o encerramento de 94 salas de aula. Apenas em Suzano foram encerradas nove turmas. Segundo a Secretaria de Estado da Educação, a região registrou diminuição de matrículas e inscreveu 7,9 mil alunos a menos em comparação ao ano passado.

Para se ter uma ideia em Suzano foram fechadas 23 salas e abertas 14, ou seja, saldo de nove classes encerradas. De acordo com diretora estadual da Apeoesp em Suzano, Ana Lúcia Ferreira, a unidade aguarda o início do ano letivo, previsto para amanhã, para analisar os impactos que a medida vai gerar na cidade. Em Mogi das Cruzes, a coordenadora da subsede do Sindicato dos Professores, Vânia Pereira da Silva, frisa que foram encerradas 80 salas, mas durante apuração a unidade constatou o encerramento oficial de 62. A subsede mogiana também é responsável por Guararema, Biritiba Mirim e Salesópolis, assim como a Diretoria de Ensino.

"Na semana passada passamos o levantamento de 80 classes a Apeoesp Central, mas algumas escolas reverteram o fechamento de salas e ao invés disso desmembraram as turmas, então apuramos novamente e devemos chegar a 62 salas fechadas. Neste momento o que mais nos preocupa é a superlotação das classes e a garantia de transporte aos alunos que foram transferidos para escolas distantes de onde moram", explica.

Vânia completa que a unidade mogiana irá verificar o planejamento e exigir o número de alunos por sala de aula indicado pela legislação. Caso as medidas não se cumpram, a subsede fará denúncia ao Ministério Público.

Em Itaquá, a conselheira Gleiza Sousa de Oliveira esclarece que das 41 escolas da cidade, 18 aumentaram o número de salas e cinco reduziram. As demais instituições não sofreram alterações. "Analisaremos o processo de reestruturação como todos os anos e caso haja superlotação exigiremos a adequação", conclui.

ORGANIZAÇÃO

Segundo a Secretaria de Educação, as classes são abertas e encerradas conforme a demanda. Em Suzano, segundo a pasta estadual, estavam matriculados cerca de 60,4 mil alunos em 2015. Neste ano, o número caiu para 58,2 mil. Em Mogi também houve redução e o número de matriculados caiu de 48,5 mil em 2015 para 44,5 mil neste ano. Itaquaquecetuba também teve número menor de matrículas e inscreveu cerca de 57,1 mil estudantes neste ano. Em 2015, a cidade matriculou 58,7 mil alunos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias