Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 19 de agosto de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 17/08/2019
CENTERPLEX 15 A 21/08
PMMC - TRATA BRASIL
Região

UBS de Jundiapeba investe em práticas integrativas com resultados positivos

Por de Mogi06 AGO 2019 - 14h14
UBS de Jundiapeba investe em práticas integrativas com resultados positivosFoto: Vinicius Santana/PMMC

As Unidades de Saúde de Mogi das Cruzes são referência de atendimento dentro e fora do município. Atualmente, o município conta com 68 equipamentos e serviços que atendem todas as regiões da cidade ofertando consultas, exames, pronto atendimento, pré-natal, entre e outros serviços visando o bem-estar e a saúde do cidadão.

Além dos protocolos tradicionais de atendimentos já utilizados no município, preconizados pelo Ministério de Saúde, algumas unidades mogianas investem em práticas integrativas como forma auxiliar no tratamento e prevenção de doenças.

Desde 2016, a Unidade Básica de Saúde de Jundiapeba vem ofertando mensalmente, atividades para os pacientes no espaço “Corpo e Mente”, localizado na própria unidade. Coordenados pelos psicólogos Adriano Sérgio Granado e Guilherme dos Santos, as atividades têm como objetivo a socialização dos pacientes, vinculação aos grupos de saúde e participação de atividade de atenção psicossocial fora da rotina de vida dos pacientes.

“Isso influencia os pacientes na sua condição de corresponsabilidade pela própria saúde, ou seja, os pacientes se sentem também responsáveis pela promoção, prevenção e recuperação da saúde. Atividades são abertas a pacientes acima de 16 anos, sem a necessidade de encaminhamento ou inscrição”, explicou o psicólogo Adriano.

Um dos métodos mais utilizados pelos psicólogos é a roda de conversa, uma possibilidade metodológica para a comunicação dinâmica e produtiva entre os profissionais da saúde e os pacientes. Essa técnica apresenta-se como um rico instrumento para ser utilizado na prática metodológica de aproximação entre os sujeitos do cotidiano das unidades de saúde.

Deise Torres Domingues, de 52 anos, participa desde o início do projeto e relata as experiências vividas ao logo dos anos. “Desse tempo para cá, aprendi muita coisa com o Adriano e com o Guilherme. Venho trabalhando questões de paciência, controle das emoções e também tenho conhecido gente nova, o que tem feito muito bem pra mim” completou.

Além de Deise, Maria de Fátima Pereira, 51 anos, também participa das atividades desde 2016. Para ela, os trabalhos foram essenciais para sua autoestima. “Aqui sempre tem novidades, seja sobre automassagem, alimentação ou um bate-papo, onde podemos falar das cosias da vida e até compartilhar os momentos que servem de experiência para o dia a dia”, concluiu.

Em uma das atividades do mês de julho, os psicólogos promoveram uma roda de conversa onde cada participante pode dividir um momento difícil que passou na vida e como fez para superá-lo. A proposta foi trabalhar a resiliência, autoestima e superação individual, permitindo que cada um observasse mais o lado bom da vida.

A unidade de saúde promove, ainda, oficinas de automassagem chinesa, chás e ervas, terapia comunitária integrativa, ambulatório de acupuntura para tabagismo, atividades de cinema, artesanato, passeios culturais, entre outros. As atividades são abertas a pacientes acima de 16 anos e não há necessidade de encaminhamento médico ou inscrição.

O Brasil é referência mundial na área de práticas integrativas e complementares na Atenção Básica. É uma modalidade que investe em prevenção e promoção à saúde com o objetivo de evitar que as pessoas fiquem doentes. Além disso, quando necessário, as PICS também podem ser usadas para aliviar sintomas e tratar pessoas que já estão com algum tipo de enfermidade.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias