Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 26 de fevereiro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/02/2020
MAGIC CITY
CENTRO MÉDICO
CENTRO ONCOLÓGICO
PMMC SARAMPO

Vigilância Sanitária de Mogi orienta comércios sobre recolhimento de cervejas da marca Backer

Ações continuarão sendo realizadas nas inspeções de rotina

Por de Mogi17 JAN 2020 - 15h03
Cerveja pode ter causado quatro mortes em Minas GeraisFoto: Divulgação/Backer Cervejaria

A Vigilância Sanitária Municipal realizou inspeção sanitária nos estabelecimentos identificados como vendedores dos produtos da marca Backer. Os produtos já estavam segregados em áreas de acesso restrito e os estabelecimentos deverão apresentar à fiscalização os comprovantes da destinação dos produtos. Na região, não há registros de pacientes internados por causa da síndrome nefroneural

As ações continuarão sendo realizadas nas inspeções de rotina e, caso seja verificada a existência dos produtos, será determinada a retirada da comercialização e segregação para devolução aos fornecedores, pois a responsabilidade do recolhimento é da empresa fabricante.

Aos consumidores, a orientação é que não consumam tais produtos e que a devolução seja feita ao local onde foram adquiridos para que o procedimento de recolhimento seja feito pela empresa. Caso algum consumidor que tenha ingerido alguma das bebidas investigadas apresente sintomas, já amplamente divulgados, deve procurar um serviço de saúde e informar sobre o consumo do produto.

A Vigilância Sanitária Municipal realiza a fiscalização nos locais de vendas de cervejas e bebidas em geral, tais como adegas, empórios, bares, bistrôs, restaurantes e supermercados, em suas inspeções de rotina e por denúncias recebidas, onde há a verificação se as bebidas possuem registro no MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). As penalidades relativas à comercialização de bebidas sem procedência são autuação e a inutilização dos produtos.

Toda bebida, seja ela alcoólica ou não, como exemplo cervejas, sucos e as bebidas denominadas Kombuchá, deve possuir registro no Ministério da Agricultura, mesmo as que se autodenominam "Artesanais".

Se algum consumidor constatar a comercialização dos produtos investigados em algum comércio do nosso município, ele deve informar o caso à Vigilância Sanitária Municipal registrando uma denúncia na Ouvidoria da Prefeitura de Mogi das Cruzes. A Ouvidoria pode ser acionada pelo telefone 162, pelo site da Prefeitura no link Fala Conosco, pelo WhatsApp (11) 97133-1999 ou pelo aplicativo e-Ouve.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias