quarta 19 de junho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/06/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Caderno D

Musical ‘Tempos Difíceis’ é apresentado neste sábado em Mogi

Letras foram escritas a partir de inspirações em mitos gregos, poemas antigos do romantismo e modernismo

26 julho 2019 - 23h38Por de Mogi
Após uma apresentação de sucesso no Galpão Arthur Netto, em Mogi das Cruzes, em junho, o projeto “Que Tempos Difíceis São Esses Que Falar de Amor É Quase Um Crime”, volta à cidade. Mas, dessa vez, no espaço da Escola de Samba Água de Prata (Rua Professora Dona Peretti, 14 - Conj. Hab. Antonio Bovolenta, Mogi das Cruzes). O show será neste sábado (27), às 20 horas. A entrada no valor de R$ 10.
 
A ideia do show surgiu de uma parceria entre ator e diretor Walmir Pinto com o músico Zé de Riba. O tema é inspirado no poema "Aos Que Virão Depois de Nós" (An die Nachgeborenen) do poeta e dramaturgo alemão Bertold Brecht e suas canções surgiram a partir de textos antigos e atuais de Walmir Pinto, inspirados nos mitos da Grécia antiga; poemas do romantismo; Fernando Pessoa, Manuel Bandeira entre outros.
 
Walmir começou a desenvolver as letras que eram finalizadas e musicadas por Zé de Riba que como artista popular e poeta urbano, já teve músicas gravadas por Simone, Zeca Baleiro, André Abujamra, Bocato, entre outros artistas, adicionava novos significados e estéticas.
 
“Comecei a desenvolver as letras, que em seguida eram finalizadas e musicadas pelo Zé de Riba. Como artista popular e poeta urbano, ele adicionava novos significados e estéticas”, relata o ator, escritor e dramaturgo Walmir Pinto.
 
Uma vez letras e melodias finalizadas, juntou-se ao projeto para fazer os arranjos o pianista Ricardo de Deus, um músico com influências da bossa nova e jazz, muito conceituado e que acabara de retornar de um longo período vivendo em Cabo Verde e de viagens pela Europa fazendo shows. Para completar o grupo, foi convidada a jovem cantora Carla Shinabe, que também é atriz da Cia Atores Insanos, e outros dois grandes músicos: o baixista Douglas Gamboa e o baterista Davi Gonçalves.
 
O show é uma produção do Ateliê de Imagens - Cinema e Audiovisual, encabeçado por Carlos Magno Rodrigues e Amaury Rodrigues, têm direção artística de Katherine Hajdu, assessoria de imprensa de Vinícius Amaral e direção geral de Walmir Pinto.

Deixe seu Comentário

Leia Também