Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/11/2017
mrv

Obras de captação de água do Guaió devem ser concluídas em 30 de maio

16 ABR 2015 - 08h01

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou ontem em Suzano que as obras de captação do Rio Guaió vão ser concluídas em 30 de maio. Atualmente, 35% dos serviços foram concluídos. O investimento previsto é de R$ 38 milhões. O tucano vistoriou as obras juntamente com a prefeita em exercício Viviane Galvão (DEM).

A obra foi iniciada em 17 de fevereiro. Serão construídos nove quilômetros de adutoras de Suzano até a Represa de Taiaçupeba. Com isso, acontecerá a captação de mil litros de água por segundo. "A importância dessa obra é aumentar a quantidade de água que entra no Sistema Alto Tietê no período de poucas chuvas", explicou Alckmin.

O sistema é composto por cinco represas (Ponte Nova, Paraitinga, Biritiba-Mirim, Jundiaí e Taiaçupeba), que são “alimentadas” pela chuva direta e pelos rios que deságuam nelas. Portanto, a entrada de água mais um rio (o Guaió) vai ampliar o nível de todo o sistema.

O governador vistoriou dois pontos da obra. No local onde será construída a estação elevatória, Alckmin explicou para ela a importância deste investimento. "Essa obra aqui em Suzano é muito importante para a questão da água em São Paulo", disse. "Com ela, vamos conseguir um metro cúbico de água por segundo. Teremos também mais um metro cúbico do Guarapiranga (Estação de Tratamento de Água Boa Vista), mais quatro metros até agosto do Rio Grande, totalizando seis metros cúbicos por segundo, o que é equivalente ao consumo de 1,8 milhão de pessoas para garantir água no período seco". O governador disse ainda que a obra está em ritmo acelerado e dentro do cronograma, já que a própria Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) está realizando a intervenção. "Embora pareça difícil, ela vai ficar pronta em 45 dias".

Depois disso, o governador, acompanhado pela prefeita em exercício, foi até a estrada do Pau a Pique, onde os tubos estão sendo colocados. A necessidade de economizar água também foi pautada pelo governador. "Ainda temos que manter o uso racional da água", falou. "82% da população de São Paulo já reduziu o consumo e boa parte recebeu o bônus da Sabesp. Temos que manter esse esforço de evitar o desperdício", disse. Viviane elogiou o empenho do governo estadual para enfrentar essa crise hídrica. "Percebemos que todo o trabalho possível está sendo feito para evitar o racionamento de água", comentou. "Suzano se tornou peça fundamental nessa batalha", opinou.

Alckmin falou ainda sobre a perda física de água. "São Paulo já tem o melhor sistema de evitar a perda física de água. A média do Brasil é 30%. A Sabesp tem 19% e a nossa meta é chegar a 16%, para isso, estamos com uma consultoria japonesa, que tem o melhor sistema do mundo em redução de perda de água”.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias