quarta 21 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Editorial

5G

27 janeiro 2023 - 05h00

O DS traz reportagem, na edição de hoje, com informações sobre os municípios do Alto Tietê autorizados a receber o 5G.
A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) concedeu autorização de licenciamento e ativações de estações de tecnologia, na faixa de 3,5 GHz, para 78 municípios localizados próximos a capitais ou cidades com mais de 500 mil habitantes que já dispõem da tecnologia. Oito cidades da região estão na lista.
A 5G é uma tecnologia muito importante. Combina ganhos de desempenho em diversos aspectos. Além de melhorar o funcionamento geral da internet em dispositivos móveis, viabiliza aplicações antes impensáveis, entre elas a adoção em massa da computação em nuvem, a Internet das Coisas (IoT) e os veículos autônomos.
Segundo especialistas, os principais ganhos de desempenho aparecem em quatro características da rede: elevadíssimas taxas de transmissão, a alta confiabilidade de rede, latência próxima a 0 e alta capacidade de rede. 
Segundo a Anatel, a medida abrange municípios onde a Entidade Administradora da Faixa de 3,5 GHz (EAF) iniciou a migração da recepção do sinal de televisão aberta e gratuita por meio de antenas parabólicas na banda C satelital para a banda Ku, além de já ter começado também o agendamento para instalação de kits receptores à população de baixa renda, entre outras medidas de desocupação da faixa que será usada para o novo serviço. 
A oferta do serviço é facultativa às operadoras de telecomunicações detentoras de outorgas e elas é que devem solicitar a ativação para a Anatel. Isso se dá porque a obrigação de estabelecer a tecnologia 5G nessas localidades ainda termina em 2025. 
Especialistas afirmam que o 5G é uma evolução da tecnologia de transmissão de dados móveis com baixa latência, isto é, o tempo de resposta do servidor a um dispositivo é mínimo. Para se ter uma ideia, enquanto a latência do 4G é de 50 milisegundos, o 5G pode chegar a menos de 1 milisegundo.
Com isso, o 5G traz grandes oportunidades ao levar internet rápida para vários tipos de dispositivos, como automóveis, instrumentos hospitalares, câmeras e equipamentos de segurança, entre muitos outros – a chamada Internet das Coisas.
Desse modo, o 5G se direciona principalmente a inovações na indústria, com aplicabilidade na área da saúde, agropecuária, segurança, transportes, e muitos outros. O 5G também pode viabilizar a oferta de conexão de banda larga fixa aos domicílios brasileiros sem a necessidade de cabeamento.
A autorização do uso da tecnologia para as cidades da região é, sem dúvida, um grande avanço.
Vai beneficiar milhares de moradores da região.