Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 14 de outubro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 11/10/2019
CENTERPLEX 11/10 A 18/10
Villa Europa
Secom Segurança

Áreas de riscos

18 JUN 2019 - 23h59
As áreas de risco são regiões onde é recomendada a não construção de casas ou instalações, pois são muito expostas a desastres naturais, como desabamentos e inundações.
A definição é de especialistas. Essas regiões vêm crescendo constantemente nos últimos dez anos, principalmente devido à própria ação humana. No Brasil, vêm sendo realizados vários projetos no sentido de reestruturação de algumas áreas, conscientização da população, etc.
Desmatamentos, retirada e uso intensivo de materiais minerais, mudanças de cursos d’ água, ocupação de várzeas e encostas, queimadas, produção e deposição inadequada de lixo, poluição atmosférica, aplicação de agrotóxicos, explosão de artefatos nucleares estão entre as intervenções humanas sobre o planeta. Portanto, à ação da natureza juntaram-se causas artificiais geradas pela ocupação desordenada do solo, pela pobreza social, pela deseducação e pelos muitos efeitos. Na semana passada, o DS trouxe reportagem mostrando que Suzano está preocupada com as áreas de riscos.
O objetivo é evitar desastres naturais.
Pelo menos duas turmas do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (Nupdec) da Prefeitura de Suzano se formaram. 
Desta vez, 26 moradores dos bairros Jardim Maitê e Parque Cerejeiras que participaram dos treinamentos e das aulas do projeto receberam certificados e coletes. 
Agora, eles estão aptos a atuar na cidade em situações de intempéries e de outras necessidades em que um primeiro atendimento pode ser crucial para salvar vidas.
Uma iniciativa importante para evitar transtornos e tragédias maiores.
Com a formatura, já são três turmas de alunos que passaram pela capacitação desta que é uma iniciativa colocada em prática pela atual gestão municipal. 
A primeira ocorreu em dezembro do ano passado, com moradores do Jardim Belém. Foram 10 horas de atividades para cada grupo, uma vez por semana, sobre os temas: animais peçonhentos; anomalias em construção civil; alagamentos, enchentes e inundações; acidentes domésticos; e primeiros-socorros.
Os treinamentos e as aulas foram ministrados por quatro instrutores da Defesa Civil e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Suzano. 
A intenção é que os participantes possam atuar nos próprios locais onde vivem, auxiliando até a chegada dos serviços de atendimento acionados. 
O trabalho é muito importante porque garante uma prevenção necessária à cidade, principalmente, para quem mora nas áreas de risco.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias