segunda 27 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Editorial

Caderneta de Saúde da Criança

06 abril 2024 - 05h00Por editoracao

Nesta semana, o Ministério da Saúde lançou a 6ª edição da Caderneta de Saúde da Criança. O documento que, entre as principais atribuições, faz o acompanhamento do calendário de vacinação, ficou três anos sem ser elaborado e distribuído para unidades de saúde espalhadas pelo país.
A cartilha traz novidades como a atualização do calendário do Programa Nacional de Imunizações (PNI), que inclui as doses contra a Covid-19, disponível para bebês a partir dos seis meses de idade. Além disso, o ministério prepara uma integração com o aplicativo Meu SUS Digital.
Nesta semana, o DS trouxe reportagem mostrando que a Secretaria de Saúde de Suzano deu início a um trabalho de monitoramento de todas as 14.252 crianças de até 5 anos que integram 89 escolas municipais e comunitárias da rede para identificar pendências na caderneta de vacinação dos alunos. A ideia é notificar os pais acerca da necessidade de imunizar os alunos e entender o que impediu que essas crianças fossem vacinadas.
Com as informações colhidas a partir da solicitação da carteirinha de vacinação do aluno aos pais, a pasta planeja dialogar com os responsáveis para entender se eles enfrentaram algum tipo de dificuldade para conduzir os alunos até um posto de saúde. Caso os pais tenham tido algum empecilho de deslocamento e haja a necessidade de realizar vacinação, a secretaria vai sugerir vacinar o aluno na própria escola, mediante autorização, ciência do responsável e na presença dele, por meio de um agendamento realizado previamente.
É um trabalho importante para os moradores de Suzano. No caso do Ministério, a instituição da Caderneta de Saúde será fundamental. Além de ser um guia para famílias e cuidadores controlarem o ciclo vacinal de crianças, a caderneta, também chamada de Passaporte da Cidadania, traz orientações para reduzir a mortalidade infantil e promover o desenvolvimento saudável dos menores de idade.
Orienta os responsáveis desde o primeiro momento de vida, orienta sobre as vacinas, sobre todos os cuidados com a criança. É uma caderneta da saúde, da cidadania.
O Ministério da Saúde reforçou a importância de a caderneta voltar a ser publicada depois de três anos de interrupção. 
A retomada do processo de elaboração, impressão e logística se iniciou em março do ano passado. Para ela, o lançamento representa “a retomada de um direito da criança e das famílias”.
A Caderneta da Criança teve a impressão e distribuição suspensas durante a pandemia de Covid-19.