Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 17 de junho de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 15/06/2019
PMMC JUNHO VERDE
PMMC AGASALHO
PMMC UPA JUNDIAPEBA
CENTERPLEX 13 A 19/06

Combate à dengue

12 ABR 2019 - 23h59
Especialistas afirmam que é fundamental conscientizar as pessoas de que combater o mosquito da dengue, além de responsabilidade dos órgãos governamentais que deveriam encarregar-se do saneamento básico, abastecimento de água e de campanhas educativas permanentes, requer empenho de toda a sociedade, uma vez que o Aedes aegypti pode encontrar, em cada moradia e arredores, ambiente propício para sua proliferação. 
As cidades da região realizam ações para combater o mosquito.
Nesta semana, o DS publicou reportagem mostrando que pelo menos 70 pontos estratégicos estão espalhados por Suzano e são monitorados constantemente pela Secretaria de Saúde.
Em 2018, foram registrados 15 casos de dengue no município. 
No primeiro trimestre deste ano, foram registrados 37 casos de dengue. Segundo o setor de Vigilância Epidemiológica, o recente período de chuvas favoreceu a proliferação do mosquito em várias regiões do estado, além do período de férias que promoveu o trânsito de pessoas para regiões com incidência de casos.
Segundo a Vigilância de Zoonoses, todas as regiões da cidade estão sendo acompanhadas pelas equipes, com principal enfoque nas regiões onde foram registrados os casos. Fiscais conversam com moradores e realizam orientações sobre precauções necessárias para coibir a proliferação do mosquito transmissor em um raio de 300 metros da residência. Além disso, a Vigilância de Zoonoses de Suzano está realizando entrevistas e vistorias com a comunidade, visando reduzir os casos de dengue na cidade. 
O Ministério da Saúde tem convocado a população brasileira a continuar, de forma permanente, com a mobilização nacional pelo combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, doenças que podem gerar outras enfermidades, como microcefalia e Guillain-Barré, o Aedes Aegypti.
O período do verão é o mais propício à proliferação do mosquito Aedes aegypti, por causa das chuvas, e consequentemente é a época de maior risco de infecção por essas doenças. No entanto, a recomendação é não descuidar nenhum dia do ano e manter todas as posturas possíveis em ação para prevenir focos em qualquer época do ano.
O aumento dos casos de dengue na região do Alto Tietê segue sendo uma preocupação para a população e para as autoridades. Devido ao recente período de chuvas em Suzano e o ciclo de vida do mosquito transmissor da dengue, a atenção das autoridades será redobrada quanto aos casos de dengue na cidade.
Por meio de conversas e orientações, as equipes alertam sobre as precauções necessárias para coibir a proliferação do mosquito transmissor da dengue em um raio de 300 metros das residências. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias