Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 23 de maio de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/05/2019
centerplex 23 a 29/05
PMMC MAIO AMARELO
GOVERNO DO ESTADO - ICESP
PMMC CAMPANHA DE AGASALHO
PMMC GRIPE

Diálogo aberto

17 ABR 2019 - 23h59
O DS publicou, nesta semana, reportagem mostrando que o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, afirmou que o pacote de novas medidas de segurança na Raul Brasil e nas escolas de Suzano vai desde pequenas melhorias de infraestrutura, como implantar portão eletrônico com interfone, à melhoria de procedimentos. Ele garantiu que está disposto a ouvir pais e professores para tentar atender às reivindicações.
Uma fala importante, uma vez que o trauma de estudantes, professores, pais e funcionários ainda persiste.
Os relatos são preocupantes.Pais, alunos e funcionários cobram providências em relação à segurança.
O secretário disse, nesta semana, que discute medidas para evitar novas tragédias e afirma que planeja fazer "uma grande reforma" na escola, que foi palco do massacre. 
O Estado vem discutindo com especialistas um pacote não só na área de segurança e espera atender também as reivindicações.
Como o próprio secretário afirmou, nesta semana, “não há dúvida de que é preciso olhar para a raiz do problema. 
Não adianta ter mais segurança, sem discutir, por exemplo, como o currículo interage, como mapear a situação e não perder esses meninos na origem”. 
O DS vem acompanhando todo o trabalho que é feito na Escola Raul Brasil. 
As aulas, aos poucos, estão sendo retomadas. Mas a normalidade ainda não existe.
É preciso ter espaços para escutar o jovem e ajudar a direcioná-los. 
Segundo o governo do Estado, há acompanhamento psicológico diário.
Além disso, está sendo feito convênio com a Prefeitura para instalar um botão do pânico e vamos contratar três psicólogos para trabalhar por dois anos dentro da escola. 
A Escola Raul Brasil que tem tanta história na cidade ainda espera por mais atendimento. 
O trabalho é difícil. Ainda vai levar tempo, mas é preciso ouvir a voz dos que ajudaram não somente a construir o prédio, mas fizeram da unidade uma história importante em Suzano em relação ao ensino.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias