Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Domingo 22 de Outubro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/10/2017
mrv

Duplicação da Índio-Tibiriçá

08 OUT 2017 - 05h00
É certo importante investir na segurança de motoristas e pedestres e reduzir o número de acidentes. Os dados são assustadores, quando são divulgados a quantidade de mortes no trânsito.
A duplicação pode ser um instrumento importante para garantir a segurança nas estradas.
Na edição de sexta-feira, o DS trouxe informação de que o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) segue com os estudos e monitoramento do tráfego da Rodovia Índio Tibiriçá (SP-031) para avaliar as possibilidades de duplicação da via. 
A notícia é importante porque deixa em “aberto” e não descartada a possibilidade de garantir um maior fluxo e segurança.
De acordo com o DER, qualquer intervenção geométrica na rodovia deve ser minuciosamente examinada para gerar menor impacto à população do trecho urbano.
Em nota, encaminhada ao DS nesta semana, o DER destacou que a Índio-Tibiriçá já possui espaços de multivias, mais de uma faixa em cada sentido, com trechos alternados entre os quilômetros 39 e 70, que também contempla o domínio de Suzano, localizado entre os quilômetros 58 e 66. É importante ressaltar que a via recebe cerca de 22 mil veículos diários e que uma duplicação completa já seria viável com metade deste número. 
É evidente os esforços do governo estadual em tentar melhorar as condições da via. Mas ainda sabe-se que não é o suficiente.
Segundo os dados da Polícia Militar Rodoviária, nos cinco primeiros meses deste ano, dez acidentes foram observados na rodovia, dos quais sete precisaram de atendimento médico, resultando em 15 vítimas feridas e duas fatais. 
O número é 150% maior que o registro do mesmo período do ano passado, quando apenas quatro ocorrências foram verificadas sem nenhuma pessoa ferida.
Contudo, o índice deste ano caiu 90% ao comparar com o primeiro semestre de 2012, quando 77 mortes aconteceram. Há seis anos o DER iniciou os investimentos de modernização da via, incluindo baias de ônibus e melhorias na sinalização, totalizando R$ 94,2 milhões. 
Em agosto, um capotamento no quilômetro 43 destruiu a frente de um carro após colidir com outro veículo. Nenhuma vítima fatal foi observada, porém uma pessoa foi encaminhada ao atendimento hospitalar. Recentemente, no último dia 20 de setembro, outro acidente envolveu quatro automóveis e um caminhão da EDP Bandeirantes no trecho de Suzano. O engavetamento deixou três motoristas feridos, os quais foram encaminhados ao Pronto-Socorro (PS) Municipal. 
O tráfego de veículos pode melhorar à medida em que ações vão sendo realizadas na pista.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias