Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 23 de maio de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/05/2019
CENTERPLEX 16 A 22
centerplex 23 a 29/05
GOVERNO DO ESTADO - ICESP
PMMC MAIO AMARELO
PMMC CAMPANHA DE AGASALHO

Eleitores a menos

08 MAI 2019 - 23h59
O DS trouxe, na edição de ontem, reportagem mostrando que as eleições municipais de 2020 para prefeito e vereador podem ter menos votos.
Isso porque, pelo menos, 24 mil eleitores deixaram de fazer a regularização dos títulos por deixarem de votar em três eleições. A se confirmar esse número, a expectativa é de perda significativa de votos que podem influenciar uma eleições disputada.
O prazo para a regularização dos títulos eleitorais terminou nessa segunda-feira (6) e segundo o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), 24.916 eleitores correm o risco de ter o título cancelado por não terem comparecido aos cartórios eleitorais e regularizados as eventuais pendências com a justiça eleitoral.
Esses são os números da região. Ainda de acordo com o levantamento do TRE, 920 eleitores já fizeram as regularizações. Até o fim das eleições, 25.863 títulos estavam passíveis de serem cancelados. 
A reportagem mostrou que Suzano é o município do Alto Tietê com o maior número de eleitores em falta com a justiça eleitoral, são 6.576 ao total. Poucos eleitores fizeram as regularizações necessárias, apenas 227 passaram pelas Zonas Eleitorais - 181ª e 415ª - da cidade.
O último dia para a regularização reuniu grande número de votantes nos locais, mas a grande maioria já estava com o título normalizado. 
Mogi das Cruzes é a segunda maior cidade com títulos "quase" cancelados. Ao total, 6.488 eleitores não regularizaram seus documentos; apenas 270 títulos foram normalizados. Depois de Mogi, Itaquaquecetuba assume o terceiro lugar do ranking, com 4.536 títulos com pendências; 142 eleitores estiveram nos cartórios da cidade para regularizar a situação. 
Caso o eleitor tenha o título cancelado, o TRE recomenda comparecer ao cartório eleitoral da cidade onde reside, apresentar um documento de identificação, um comprovante de residência e preencher a formalização do Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE). Depois é preciso pagar a multa por turno faltante e aguardar até o reinicio das atualizações de cadastro de banco de dados da Justiça Eleitoral, pois somente a partir dessa data que a situação estará regularizada. 
A situação dos eleitores ainda podem mudar, caso consigam fazer a regularização.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias