segunda 15 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Editorial

Empregos

20 julho 2017 - 05h00
A criação de empregos é uma questão que tem preocupado o País. Por conta da crise vivida nos últimos anos, o desemprego aumentou e o Brasil chegou a 14 milhões de desempregados. Dados divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego, nesta semana, mostraram que o resultado positivo do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) em junho fez com que o País registrasse o melhor primeiro semestre na geração de empregos desde 2014.
No acumulado do ano, foram criadas 67.358 vagas. No ano passado, o País havia perdido 531 mil postos e, em 2015, o saldo havia sido negativo de 345 mil empregos. No Brasil, em junho, foram abertos 9.821 postos de trabalho, na terceira expansão consecutiva e quarta deste ano. Das 27 unidades da Federação, 18 tiveram saldo positivo em mês passado – mais do que em maio, quando foram 13 estados. 
Algumas áreas ainda não apresentaram resultados positivos, em junho, devido a fatores sazonais e regionais, mas, mesmo nesses casos, os números foram melhores do que nos dois anos anteriores. Exemplo disso foi a indústria, que apresentou redução de postos no Sudeste e no Sul, enquanto na maioria dos estados de outras regiões, como Nordeste e Centro-Oeste, os dados do setor são positivos.
No Alto Tietê, o cenário também é positivo. No semestre foram gerados 1.446 novos empregos nas cidades da região. Do total, 632 oportunidades foram computadas apenas em junho. O balanço aponta ainda que a cidade suzanense, mesmo com saldo negativo em junho, fechou o primeiro semestre com balanço positivo, com 380 oportunidades criadas. 
Em junho, o resultado na cidade suzanense não foi positivo. Suzano fechou 18 postos de trabalho com carteira assinada no último mês e ficou na 241ª colocação no ranking estadual. Porém, em contrapartida, quando considerados os seis primeiros meses do ano, a cidade suzanense teve o segundo melhor desempenho regional. Somente Itaquaquecetuba teve melhor resultado, com 1.116 vagas criadas. 
Já nos últimos 12 meses (de junho do ano passado ao mesmo mês deste ano), Suzano esteve melhor em relação às cidades vizinhas, Mogi e Poá. Enquanto o município suzanense conseguiu manter o saldo positivo de 193 oportunidades ocupadas, Mogi perdeu 2.030 postos de trabalho e Poá contabilizou o fechamento de 1.044 empregos. 
Esta recuperação da geração de trabalho tanto no País, quanto nas cidades da região traz boas perspectivas. O ministro do Trabalho e Emprego, Ronaldo Nogueira, disse que a economia dá sinais de recuperação e, para ele, é melhor que ela seja gradual. Afirma ainda que os números são sinais de que a economia se recupera de forma segura.