quarta 21 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Editorial

Enchentes na região

24 fevereiro 2023 - 05h00

O Alto Tietê, principalmente as cidades de Mogi, Suzano, Itaquá e Ferraz, vem sendo castigado pelas fortes chuvas. E elas ocasionam as enchentes, que prejudicam a vida de centenas de famílias.
Conforme noticiou o DS na edição desta quinta-feira, o bairro Vila Maria Augusta e Vila Japão, em Itaquaquecetuba, tem sofrido com as enchentes. 
A situação deixa os moradores em alerta, principalmente no período noturno, momento em que as chuvas caem com uma intensidade maior.
O DS vem acompanhando a situação nesse e outros bairros da região. Muitas famílias perdem móveis e roupas, o que impede até mesmo de começarem a vida em outro local, pois não lhe restaram nada.
Além da região, o principal desastre, que tomou as manchetes nos últimos dias, é São Sebastião, no litoral norte de São Paulo.
Lá há muito mais prejuízo, envolvendo mortes e desaparecimentos.
Mas a região precisa tomar providências, monitorar as áreas de risco e proteger as famílias. Principalmente porque as famílias que moram nas áreas de risco são as mais pobres, com renda que impede de saírem para outros locais.
O programa Minha Casa Minha Vida é um projeto que precisa ser fomentado na região, e em outras, para garantir casas com dignidade e qualidade à essas famílias.
A Prefeitura de Itaquá decidiu ingressar na Justiça com uma medida judicial contra o Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) pedindo a intervenção nas comportas da Barragem da Penha. A medida visa amenizar as enchestes que atingem Itaquá nas últimas semanas.
A Barragem da Penha vem sendo tema recorrente entre os prefeitos da região e o DAEE, que comanda as comportas.
É uma medida importante, pois o escoamento de água do Rio Tietê, o que alaga em Itaquá, seria mais rápido.
O DS vem acompanhando essa situação.
Na semana passada houve um pedido formal da Prefeitura de Itaquá, que não foi atendido pelo DAEE.
Com isso, as chuvas seguem quase diárias nas cidades da região levando tristeza e prejuízos às famílias.
É preciso providências urgentes, como mais ajuda às prefeituras para limpeza de bueiros, bocas de lobo e principalmente o desassoreamento dos rios, para que não se acumulem objetos que impeçam o escoamento da água.
Mas não se pode eximir da culpa a própria população, que muitas vezes descarta garrafas pets, sacolas, lixo comum em locais inapropriados, ou soltos na rua, e que com a correnteza da água, são levados para o esgoto e entopem o sistema.
É preciso colaboração de todos nesta empreitada para amenizar os impactos da chuva. Poder público e sociedade. Só assim para vencer esse momento.